Terça-feira, 23 de fevereiro de 2021 - 9h49
GKO Informática revela expectativas moderadas para 2021
Empresa divulga que espera um crescimento de 20% frente ao ano de 2020

A GKO Informática informa que tem expectativas moderadas e bem direcionadas neste ano de 2021. A companhia divulga que o crescimento estimado é de 20%, em 2021. A perspectiva e os números são divulgados pelo diretor Comercial da GKO Informática, Ricardo Gorodovits. “Pensando no mercado de uma forma geral, nós acreditamos que vai haver um reequilíbrio, entre processos de distribuição via e-commerce e o físico”, diz.

O executivo acredita que a meta seja bastante factível, até em função dos negócios já fechados em 2020 e que irão gerar resultados em 2021, pois se trata de receitas recorrentes que ainda não foram recebidas.

Algumas ações também suportam os planos de crescimento. A empresa iniciou em 2020 a ampliação dos negócios na Região Sul do país por meio do Programa GKO Partner e que tem atraído empresas locais como de tecnologia da informação e consultorias em logística.

A ideia é seguir expandindo a atuação em 2021. “A Região Sul tem aspectos que nos motivam e uma delas é a questão da oferta de recursos humanos muito capacitados. Há também um conjunto de empresas em crescimento pujante que ainda está carente de boas soluções. Temos trabalhado nisso para colher frutos ao longo de 2021”, explica Gorodovits.

O diretor Comercial completa dizendo que a expectativa é muito positiva, principalmente tendo como base, a leitura que a companhia fez nos três últimos meses do ano. “Percebemos uma mudança de postura do mercado, uma procura maior por nossas soluções, um ritmo de atividade mais intenso, tanto é que as equipes de serviços e consultoria estão trabalhando com muita competência e estamos nos organizando para ampliar nossa capacidade de atendimento. Vimos como uma tremenda oportunidade esse momento e não poderíamos deixar passar”, conta.

Balanço

 Gorodovits revela que a previsão para 2020 precisou ser reformulada no meio do caminho, por conta da paralização de alguns dos nossos clientes e alguns ainda estão longe de voltar à rotina de antes. “Com isso houve uma redução de demanda, tanto dos que já eram clientes, quanto de quem passaríamos a atender, mas que optaram por adiar planos de investimento para avaliar sua capacidade operacional e comercial na pandemia”, destaca.

Ele reforça que o ano passado foi mais de manutenção do que de crescimento. A empresa, por exemplo, reforçou a equipe de Desenvolvimento e a área de Serviços no período. “As equipes técnicas estruturaram uma série de modernizações tecnológicas nas soluções. O período entre abril e junho foi o de maior lentidão do mercado. Focamos em desenvolvimento e o resultado foi muito bom”, destaca.

Além disso, o executivo conta que a companhia fez muitas negociações com clientes e fornecedores e afirma que em 90% dos casos a ação foi bem sucedida. “Algumas empresas migraram de lojas físicas para vendas em ambiente e-commerce em pouco tempo. Clientes reportaram avanço de cinco anos em três meses nesta área”, conta.

Quanto à área de serviço, Gorodovits revela que uma das mais favorecidas foi a de outsourcing, ou seja, quando uma empresa contrata equipes externas para que determinados serviços, como auditorias, sejam feitos com tecnologia e profissionais especializados sem que o contratante tenha que ter equipe interna dedicada. No braço e negócios de outsourcing LogPartners, a GKO Informática registrou um crescimento em mais de 50% no número de clientes e a equipe precisou ser ajustada para atender a mais este desafio.