Terça-feira, 24 de agosto de 2021 - 11h25
Kangu reforça seus serviços com novas transportadoras parceiras
Total Express, Patrus e Uello se juntam às outras seis empresas que já integram a plataforma

A Kangu expandiu sua plataforma de marketplace e agora conta com nove transportadoras parceiras. Entre as que passaram a fazer parte estão Total Express, Patrus Transportes e Uello, que se somam a empresas como Correios, Sequoia, Rede Sul, Buslog e Carbono Zero que, juntas, permitem que a Kangu atenda entregas no Brasil inteiro.

Fundada em 2018, a Kangu busca impulsionar pequenos e médios empreendedores brasileiros do e-commerce facilitando o envio de encomendas. Por meio da sua plataforma tecnológica, eles conseguem ofertar uma variedade de transportadoras com fretes e prazos reduzidos.

Do ponto de vista das transportadoras, o formato é uma oportunidade para atender novos perfis de clientes e ampliar os serviços oferecidos. Normalmente relacionadas a grandes empresas nacionais e multinacionais, as intermediadoras de frete passam a disponibilizar suas soluções para pequenos e médios vendedores, que possuem necessidades e processos bastante específicos.

Os vendedores podem enviar quantos pacotes quiserem, ou seja, não há necessidade de mensalidade, contratos e volumes mínimos ou máximos e todo o processo de envio é feito de forma simplificada no site da Kangu. Nele, o empreendedor consegue fazer cotação simultaneamente com as diversas transportadoras e tem acesso a fretes com preços até 75% menores. Uma vez que o vendedor gerou a etiqueta de postagem, o pacote pode ser postado em um dos mais de mil pontos da Kangu no Brasil.

Segundo Marcelo Guarnieri, CEO da Kangu, um dos objetivos da empresa é seguir disponibilizando o maior número de opções e oferecendo ao vendedor de e-commerce o poder de decisão sobre como fazer a sua entrega ou devolução. “Com o nosso modelo, somos capazes de empoderar toda a cadeia logística, deixando para o nosso cliente a decisão de como realizar o envio, da forma que for mais interessante para ele. O vendedor pode usar critério de preço, tempo de entrega ou até mesmo qual transportadora faz o envio mais sustentável”, explica o executivo.