Terça-feira, 23 de novembro de 2021 - 12h09
Porto Seguro e Cosan criam a joint venture Mobitech
Novidade chega para oferecer soluções de mobilidade, como modelo de assinatura de veículos Carro Fácil, ampliando para gestão de frotas leves e pesadas

A Porto Seguro e a Cosan anunciam um acordo para a criação de uma joint venture que dará origem a uma nova empresa que vai atuar em soluções de mobilidade. Unindo os ecossistemas dos dois grandes grupos, o projeto, chamado de Mobitech, irá oferecer serviços diversificados e o ponto de partida será a locação de veículos em várias modalidades, iniciando com o modelo de assinatura de veículos Carro Fácil, ampliando para gestão de frotas leves e pesadas, entre outras formas de acesso e utilização de meios de transporte.

De acordo com as companhias, o negócio fortalece a estratégia de crescimento e diversificação desenvolvida tanto pela Porto Seguro quanto pela Cosan. A união dos ecossistemas complementares da Porto Seguro e Cosan, assim como a soma de suas melhores práticas de gestão, permitirá, ressaltam as organizações, a criação de soluções de mobilidade, trazendo facilidade e segurança para os clientes.

“Com esta joint venture, a Porto e a Cosan se unem para reinventar a relação das pessoas e das empresas com veículos e transformar a jornada de mobilidade dos clientes. A nova empresa já nasce com uma imensa capilaridade por todo o país e potencial para crescer ainda mais. Após o início das operações, seremos capazes de capturar oportunidades e sinergias já existentes”, afirma o CEO da Porto Seguro, Roberto Santos.

Ainda segundo o executivo, este é mais um grande passo na jornada da Porto para crescer de forma sustentável e escalável em diversos segmentos de mercado, entregando soluções inovadoras para os consumidores. “Fomos pioneiros em oferecer a assinatura de veículos no Brasil e queremos seguir apontando novas tendências. Vamos colocar toda a nossa expertise para criar novas experiências de mobilidade, dando continuidade à nossa essência de facilitar e simplificar o dia a dia das pessoas com segurança”, diz Santos.

Já o CEO da Cosan, Luis Henrique Guimarães, salienta que este é mais um movimento alinhado à estratégia da empresa de alocação de capital no Grupo Cosan, de investir em negócios que gerem valor aos stakeholders e a sociedade, e com os quais pode contribuir com a expertise de gestão para criar soluções inovadoras que respondam à transformação do comportamento do consumidor e impulsionem o desenvolvimento e o futuro sustentável do país.

“Este é um ramo de negócio de alto potencial de inovação e disrupção que tem sinergia e complementariedade com o nosso portfólio. Cosan e Porto se complementam nos negócios e possuem valores alinhados - cuidamos de gente, das jornadas dos clientes e dos veículos. O projeto Mobitech nasce, cresce e pensa de forma digital, simples e sustentável para entregar uma experiência completamente diferente para nossos clientes e parceiros comerciais”, pontua Guimarães.

Na prática

Com a operação, as duas empresas passarão a dividir, ambas com participação de 50%, o controle da joint venture. A associação será efetivada com a entrada da Porto Seguro por meio do negócio Carro Fácil. Já a Cosan irá aportar capital inicial no valor de aproximadamente R$ 300 milhões, valor sujeito a ajustes usuais para esse tipo de transação, por meio de sua estrutura de fundos de investimentos (Cosan Investimentos).

O acordo para formação da joint venture será submetido à análise e autorização do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). A nova empresa contará com estrutura de gestão independente e governança corporativa própria.