Segunda-feira, 7 de agosto de 2006 - 16h45
Antaq aprova 20 novas outorgas para Empresas Brasileiras de Navegação

As novas autorizações permitem o funcionamento de empresas que movimentam milhões de dólares em investimentos

No último dia 1º de agosto, durante a primeira reunião da nova Diretoria Colegiada da Agência Nacional de Transportes Aqüaviários (Antaq), foram aprovadas 20 solicitações de novas outorgas de autorização para operar como Empresa Brasileira de Navegação (EBN).

As novas empresas atuarão em diversos setores, como a prestação de serviços de dragagem, navegação de cabotagem, navegação interior de percurso longitudinal e, especialmente, navegação de apoio portuário. De acordo com o diretor-geral da Antaq, Fernando Fialho, as novas outorgas permitem o funcionamento de empresas que movimentam milhões de dólares em investimentos e geram milhares de empregos. “Uma das nossas principais metas é fazer com que essas autorizações abram espaço para o crescimento da participação das empresas brasileiras de navegação no mercado”.

Ele lembra que, durante a reunião, também foi aprovada a solicitação da Petrobrás para operar como EBN nas navegações de apoio portuário e marítimo. Outro pedido que obteve aprovação foi o da construção e exploração de terminal portuário privativo de uso misto, na margem esquerda do Porto de Santos, feito pela Empresa Brasileira de Terminais Portuários - Embraport. Para esse projeto, a estimativa é de que serão investidos US$ 400 milhões na construção de instalações para a movimentação de granéis líquidos e sólidos, carga geral e carga conteineirizada, que deverão gerar dois mil empregos diretos.

www.antaq.gov.br