Quinta-feira, 4 de janeiro de 2007 - 11h54
CFlex disponibiliza software de gestão

Sistema Trains é destinado ao planejamento da circulação de trens de carga

A CFlex, empresa que desenvolve sistemas de suporte a decisões para o setor industrial, iniciou em dezembro a implantação do Trains – software que auxilia o planejamento da circulação de trens de carga – na malha norte da América Latina Logística (ALL), nos estados de São Paulo, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. O sistema está sendo preparado para entrar em operação no mês de abril, período de safra na malha norte.

O diretor técnico da CFlex, Rodrigo Gonçalves, explica que numa primeira etapa é realizado todo o cadastro da malha ferroviária no sistema e a customização das regras de negócio. “Estudamos a operação do cliente para inserirmos dados”, resume. Para isso, explica o diretor, são utilizadas técnicas de inteligência artificial a fim de que as informações específicas coletadas auxiliem os algoritmos de otimização implantados no Trains.

Após esta etapa, será iniciada, em maio, a integração com os computadores de bordo já instalados nas locomotivas, com o objetivo de diminuir o consumo de combustível. A expectativa é reduzir o custo com o insumo em 5%. Segundo Gonçalves, será preciso, porém, atualizar os computadores de bordo para que eles possam decodificar os parâmetros pré-estabelecidos pelo Trains como, por exemplo, hora máxima e mínima de chegada do trem nas estações. O trabalho de atualização dos computadores será realizado pela ALL em parceria com a empresa fabricante do equipamento.

Operando desde agosto de 2006 na malha sul da ALL, o sistema proporcionou, segundo dados divulgados pela CFlex, uma redução média de 16% no tempo de parada dos trens nos cruzamentos. A medição foi realizada no trecho que une Apucarana a Uvaranas (PR).

Além da ALL, a Companhia Ferroviária do Nordeste (CFN) também utiliza o sistema. Em operação desde 2005, o trabalho de implantação foi similar. O executivo lembra, contudo, que neste projeto não há computadores de bordo instalados nas locomotivas. A peculiaridade na CFN fica por conta da diferente utilização do sistema. “Devido à baixa densidade de tráfego, o maior ganho foi no aumento de sintonia entre os departamentos de planejamento e execução”, diz.

Na Ferrovia Centro-Atlântica (FCA) e na Estrada de Ferro Vitória a Minas (EFVM), por meio de um convênio com a Alstom, o projeto está em fase de implantação. “A Alstom possui uma plataforma denominada Ícones, responsável por todo os serviços de controle. Com a parceria, o Trains é embutido nesta plataforma” resume. Gonçalves explica que um sistema complementa o outro, pois enquanto o Trains gerencia a movimentação na ferrovia, o computador de bordo controla o funcionamento da locomotiva.

Características

O Trains é um sistema que analisa informações, diferentes cenários e condições a fim de oferecer as melhores soluções para o tráfego. Os principais diferenciais são a flexibilidade de entendimento com outros sistemas e, principalmente, a interatividade com o despachador/controlador.

As funcionalidades do sistema são reduzir tempo de parada nos terminais e cruzamentos, diminuir o consumo de combustível e as filas nos terminais, além de regular a malha. O produto exigiu dez anos de pesquisas e foi desenvolvido por uma equipe multidisciplinar da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e contou com o apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp).

http://www.cflex.com.br/