Sexta-feira, 4 de setembro de 2009 - 16h13
AGV fecha contrato com Pernod Ricard

Operação in house para a fabricante de bebidas faz parte da estratégia da empresa de fortalecer seus segmentos de atuação

A AGV Logística assumiu, em julho último, a operação in house da Pernod Ricard, multinacional do segmento de bebidas premium, dona das marcas Ballantine’s, Chivas Regal, Absolut, Mumm, entre outras. A empresa, que já atende à Diageo, outra gigante do setor, tem como estratégia não só diversificar as áreas de atuação, como também de fortalecer cada uma delas. "Esse mercado é fundamental para os nossos planos de expansão, uma vez que registrou crescimento de 5% em plena crise econômica global”, justifica Jalaertem Campos, diretor de Novos Negócios da companhia.

O escopo das atividades inclui o recebimento do produto acabado, já embalado, direto da linha de produção da Pernod Ricard, que fica em Resende (RJ). A partir daí, a equipe dedicada da AGV cuida do armazenamento, da expedição e da distribuição da mercadoria ao cliente do varejo em todo o Brasil. “Para a entrega da carga no ponto de venda, nós temos parceria com as melhores transportadoras de cada região, que também sejam especializadas no segmento em questão, no caso o de bebidas”, explica o executivo, mas destacando que a gestão deste transporte é de responsabilidade do operador.

Outra operação recém-conquistada reflete a estratégia da AGV para dar suporte à expectativa acumular, ao fim de 2009, R$ 300 milhões em faturamento. Desde fevereiro, a empresa é responsável pela operação in house da AGCO, multinacional fabricante de tratores e equipamentos agrícolas. Esta atividade integra o segmento automotivo, do qual também faz parte a CNH, outra forte representante do setor.

Em um CD de cerca 10.000 metros quadrados, localizado em Jundiaí (SP) e pertencente à fabricante, dona das marcas Massey Ferguson e Valtra, entre outras, a AGV recebe as peças de reposição vindas das plantas da AGCO. A operação envolve ainda o acondicionamento, o estoque e a expedição dessas peças até as docas. São aproximadamente 50.000 SKUs, e produtos nos mais variados formatos, porque vão desde um pequeno parafuso até grandes partes de um chassi. “Embora ainda se restrinja à armazenagem, é uma atividade grande que exige uma equipe de 90 colaboradores, e que envolve uma carga de altíssimo valor agregado”, afirma Campos. “Mas nós buscamos sempre oferecer a solução completa ao cliente, cuidando de toda a sua cadeia, e acreditamos que em breve absorveremos também a distribuição da AGCO”, informa.

www.agvlogistica.com.br