Terça-feira, 24 de novembro de 2009 - 15h44
Visa lança produto para o setor de TRC

O Visa Cargo é um sistema de gestão de transporte cujo diferencial é, principalmente, o acesso à vasta rede da operadora de cartões

Maior companhia global de tecnologia de pagamento, com uma rede de 29 milhões de estabelecimentos comerciais associados no mundo, a Visa entra definitivamente no TRC com o lançamento do Visa Cargo. Trata-se de um cartão pré-pago que substitui a carta-frete que, como os similares no mercado, simplifica os processos de pagamento e reduz custos para as transportadoras, ao mesmo tempo em que proporciona maior controle sobre o fluxo de caixa e reduz significativamente a possibilidade de fraude. Seu maior diferencial é o acesso à vasta rede de afiliados da operadora de cartões, que apenas no Brasil chega a 1.600 milhão de pontos.

“Nosso primeiro flerte com este mercado aconteceu em 2001, com o Visa Vale-Pedágio. Mas nessa época nós baseamos o lançamento do cartão mais no entusiasmo do que no planejamento”, relembra Percival Jatobá, diretor Executivo de Produtos da Visa no Brasil. Ao longo do tempo é que foram percebendo as particularidades do setor e de como há variação nas demandas de transporte de diferentes cargas, como grãos e químicos, por exemplo. “Encomendamos à consultoria Deloiite um estudo profundo sobre o TRC e constatamos que grande parte do dinheiro movimentado pelo mercado fica na informalidade”, informa o executivo.

Segundo dados reunidos pelo estudo, 52% de toda a carga movimentada no país trafega por modal rodoviário. Ainda conforme a pesquisa, o mercado de frete tem potencia para gerar US$ 47,7 milhões, dos quais aproximadamente 70% ficam na informalidade – apenas cerca de US$ 13 bilhões são contabilizados formalmente. “Embora o caminhoneiro não precise necessariamente ter uma conta em banco para possuir o Visa Cargo, nós acreditamos que o cartão possa incentivar a bancarização desses profissionais que, segundo a consultoria contratada, passam de um milhão”, afirma Jatobá.

Cartão
O chip do Visa Cargo tem três principais funcionalidades: o carregamento do frete, o vale-pedágio e a linha de crédito, esta última opcional. Há ainda a possibilidade de a instituição emissora do cartão oferecer uma série de serviços adicionais como assistência em caso de roubo, extensão de garantia de compras, proteção e seguro, entre outros. Se para as transportadoras e embarcadores as benefício são as mesmas que as de sistemas similares, para o motorista o produto proporciona benefícios específicos. “O caminhoneiro pode pedir que parte do frete seja creditada em um cartão adicional, que pode ser de sua esposa, por exemplo. Assim, a família não precisa esperar que ele volte com o dinheiro, o que ajuda bastante nos casos de viagens longas”, exemplifica o executivo. O cartão pode funcionar ainda como um comprovante de renda para o profissional que quiser pleitear um financiamento bancário.

O diretor de Produtos da rede de pagamentos informa que, apesar de não poder informar valores investidos nem metas de faturamento com o novo produto, a empresa já fechou as primeiras parcerias, com a Pamcary e com os Correios e a expectativa da empresa é que já no primeiro trimestre de 2010 alguns bancos estejam emitindo o Visa Cargo. “Mas a aposta é que, das 27 instituições que emitem cartões com a nossa bandeira, nem metade trabalhe com o produto. Agora, isso não significa baixa adesão, apenas pouca familiaridade com o TRC”, pondera. Segundo ele, o ano que vem será de consolidação do produto. “É um projeto que envolve uma mudança cultural mesmo, por isso acreditamos que vai levar um tempo até as pessoas estarem incluídas no sistema bancário. E 2011, aí sim, será ano de crescimento”, garante.

www.visa.com.br