Quinta-feira, 5 de agosto de 2010 - 11h44
Vale batiza rebocadores

Brucutu e Itabira serão aplicados nas operações do Porto de Tubarão

A Vale realizou ontem, dia 04 de agosto, em Vitória, o batismo dos rebocadores Brucutu e Itabira, duas das 51 embarcações encomendadas pela empresa a estaleiros brasileiros a fim de garantir segurança e competitividade na ampliação das operações portuárias e marítimas. Construídos no Estaleiro Detroit, em Santa Catarina, a compra das embarcações exigiu investimentos de cerca de R$ 24 milhões.

Os rebocadores Brucutu e Itabira serão alocados à frota que apoia as operações do Porto de Tubarão (ES). Com 55 toneladas de tração estática, irão aumentar a produtividade do porto, além de proporcionar mais segurança às manobras de atracação e desatracação dos maiores navios graneleiros que operam hoje no mundo.

As encomendas da companhia a estaleiros nacionais totalizam investimentos de R$ 403,9. Além do Brucutu, do Itabira e do Sossego – este último entregue ano passado –, estão sendo construídos outros 12 rebocadores, dois comboios fluviais – formados por 32 barcaças e dois empurradores – e dois catamarãs para transporte de passageiros, totalizando 51 embarcações.

Os rebocadores irão operar no Complexo de Tubarão, no Terminal Marítimo de Ponta da Madeira (MA), no Terminal da Ilha Guaíba - TIG (RJ) e  nos portos de Vila do Conde e Trombetas, ambos no Pará. Os catamarãs, por sua vez, farão o transporte de empregados da Vale que trabalham no Terminal da Ilha Guaíba (TIG). Já os comboios fluviais atenderão à Mina de Urucum, em Corumbá (MS).

Além destas embarcações, a Log-In Logística Intermodal, empresa coligada da Vale, está construindo sete novos navios, sendo cinco porta-contêineres e dois navios para transporte de bauxita. As encomendas foram feitas ao Estaleiro Ilha S/A - EISA, localizado na Ilha do Governador (RJ) e somam R$ 700 milhões.

Indústria nacional

Dos 15 novos rebocadores, 11 estão sendo construídos no estaleiro Detroit, em Itajaí (SC), e os outros quatro, no estaleiro Santa Cruz, em Aracaju. Quando estiverem prontos, a Vale passará a contar com 29 rebocadores.

Os dois comboios estão sendo construídos no estaleiro Rio-Maguari (PA) e os dois catamarãs estão em construção no estaleiro Arpoador, em Angra dos Reis (RJ). As encomendas deverão ser entregues em 2010 e 2011.

Características dos rebocadores Brucutu e Itabira

Boca Máxima (largura): 10,25 metros

Pontal moldado (distância da linha de base ao convés): 4,31 metros

Comprimento: 24,40 metros

Calado máximo: 2,90 metros

Tração estática: 55 Toneladas

www.vale.com