Sexta-feira, 14 de janeiro de 2011 - 12h32
Advent International adquire 50% do Terminal de Contêineres de Paranaguá

Transação prevê a construção de um terceiro píer de atracação e a compra de novos equipamentos

A Advent International, empresa global de private equity, anunciou hoje (14) a aquisição de 50% do capital social do Terminal de Contêineres de Paranaguá (TCP), terceiro maior terminal portuário de contêineres do Brasil.

A atividade de private equity consiste em investimentos em companhias que ainda não estão na bolsa de valores, visando alavancar seu desenvolvimento. A previsão é que o investimento da Advent no TCP permita à empresa aumentar sua capacidade em cerca de 70%, por meio da construção de um terceiro píer de atracação e da compra de novos equipamentos. Os valores relativos à transação não foram divulgados. Todos os acionistas atuais do TCP continuam a deter participação na empresa. 

“Depois de analisarmos diversas opções, concluímos que a associação com a Advent International é sem dúvida aquela que nos permitirá acelerar o processo de crescimento e geração de valor no TCP, que se traduzirá em melhores serviços para nossos clientes”, destaca David Simon, diretor-geral do TCP, que continuará à frente das operações da empresa ao lado de Juarez Moraes e Silva, diretor-superintendente, que coordenará a área Comercial e de Relacionamento Institucional do TCP. “A experiência da Advent em aquisição de empresas e expansão das atividades para segmentos adjacentes vem ao encontro do que estamos perseguindo nessa nova fase da empresa”, completa Moraes e Silva. Os planos futuros do TCP incluem a atuação em segmentos adjacentes de logística, oferecendo a seus clientes uma solução completa de transporte, desde a retirada da mercadoria até o embarque nos navios.

As obras de construção do terceiro píer de atracação do terminal, com extensão de 315 metros, têm previsão de início já para o ano de 2011. Dentre equipamentos adquiridos para o terminal estão três novos portêineres post panamax. Um dos guindastes, aptos a operar em navios de grande porte, já se encontra em fase final de testes, com início de operação previsto para as próximas semanas. Os demais devem chegar até o final de 2011. Além disso, estão previstos transtêineres, empilhadeiras e caminhões para elevar a capacidade da retro-área do terminal, que deve saltar dos atuais 700.000 TEUs ao ano para mais de 1.200.000.

Luiz Antonio Alves, diretor-gerente da Advent International no Brasil e responsável pelo investimento no TCP, destaca a experiência da companhia no setor de infraestrutura na América Latina. “Atualmente somos um dos maiores operadores aeroportuários da região, administrando aeroportos no México e República Dominicana. Estamos certos de que poderemos gerar valor para o TCP, seus clientes e parceiros e confiantes de que obteremos sólido crescimento nos próximos anos”, afirma Alves. “Os investimentos planejados devem elevar o TCP a um padrão internacional de produtividade e qualidade dos serviços” finaliza o executivo.

www.tcp.com.br

www.adventinternational.com