Segunda-feira, 22 de outubro de 2012 - 13h44
Porto Seco de Foz do Iguaçu inaugura câmara fria
Espaço de 525 m² será utilizado essencialmente na conferência de produtos pelo Ministério da Agricultura

O Porto Seco de Foz do Iguaçu (PR), administrado pela Elog, operador logístico do Grupo EcoRodovias, inaugurou, no dia 20 de setembro, uma câmara fria com capacidade para armazenar até 50 toneladas de carga.

Com 525 m², o espaço é dividido em três seções – duas para congelados e uma para resfriados, cada uma com 175 m3. Ao todo, a empresa investiu R$ 1 milhão na nova câmara, que está sendo utilizada especialmente para processos de conferência de produtos pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

“A câmara fria é um importante projeto para o porto, que vai aumentar nossa competitividade no mercado de congelados e resfriados”, diz o gerente do Porto Seco de Foz do Iguaçu, Jorge Luiz Silva. “Antes, o veículo ficava plugado na tomada enquanto a vistoria era feita. Agora, essa operação pode ser realizada num espaço mais adequado. O Mapa tem, inclusive, um escritório anexo à câmara fria para facilitar o trabalho”, completa.

Apesar da capacidade de armazenagem da câmara, a proposta do novo espaço é operar basicamente nos processos de conferência. “Também haverá possibilidade de manter um produto armazenado por algum tempo, caso necessário”, lembra Silva.

Em operação desde 2002, o Porto Seco de Foz do Iguaçu possui 150 mil m2 de área total, 2 mil m2 destinados à armazém, seis rampas cobertas, duas docas com área aberta, 750 vagas para veículos no pátio e silo de 54 m3 para transbordo de grãos. Trabalham na unidade cerca de 140 colaboradores, responsáveis pela prestação de serviços de pesagem, armazenagem, estadia, movimentação, etiquetagem e selagem. As principais mercadorias operadas no porto são farinha de trigo, milho e trigo na importação, além de fertilizantes, papel e cerâmica para exportação.