Quarta-feira, 6 de março de 2013 - 12h05
Cargolift e Scania desenvolvem projeto para otimizar operação milk run
Montadora e operadora logística optam pela utilização do bitrem de 30 metros que reduz os custos e as emissões de gases poluentes

A Cargolift, provedora de serviços logísticos da Scania, desenvolveu em outubro de 2010 uma operação milk run – sistema de coletas programadas de peças e materiais realizadas em um ou mais fornecedores – para transportar 120 mil toneladas de carga ao ano. Agora, em janeiro deste ano, as empresas desenvolveram em parceria, um projeto para otimizar essa operação, identificando a possibilidade de utilizar um modelo bitrem de 30 metros, em vez de dois caminhões que fazem parte da rota que cobre a região Sul das coletas da montadora.

A Scania explica que o objetivo do projeto foi melhorar a estrutura do sistema de coletas e fazer uso racional dos veículos disponíveis para a operação e que o bitrem consegue consolidar a carga de forma mais adequada, principalmente em viagens de longa distância. Outro benefício da utilização do bitrem nessa operação é a redução significativa na emissão de poluentes e no consumo de combustível, assim como a redução de custos de manutenção. Anteriormente, essa operação milk run era realizada com semirreboques tipo megasider e cavalos mecânicos de tração nos modelos Scania P340, G380 e G420.

A montadora informa, ainda, que poderá expandir a operação milk run com bitrens para outras rotas caso seja identificada a necessidade. Ao todo, a Cargolift está adquirindo seis bitrens de 30 metros da Scania para operar exclusivamente no sistema milk run da Scania. Os valores de investimentos nesta aquisição não foram revelados.