Quinta-feira, 16 de outubro de 2014 - 10h33
Foton apresenta protótipo de seu caminhão nacional
Modelo 10-16 DT sairá da linha de montagem brasileira a partir de 2016

A Foton Caminhões apresentou ontem, dia 15 de outubro, em Canoas (RS), o protótipo nacional do caminhão 10-16 DT ao governo gaúcho. O modelo será o primeiro produzido pela companhia no Brasil, a partir de 2016, na fábrica em construção no município de Guaíba.

O encontro ocorreu nas instalações da Transportes Gabardo, empresa que realizará a preparação dos veículos e o transporte até as revendas Foton e hoje atua no recebimento e desembarque dos caminhões importados da marca.

Para dar suporte ao seu plano de negócios no Brasil, a Foton desenvolve um programa de nomeação de concessionários. “Até o final de 2014, a rede terá 30 casas cobrindo vários estados do território nacional, e 50 até a metade do próximo ano”, conta Bernardo Hamacek, CEO da companhia.

A Foton aproveitou a ocasião para apresentar aos representantes do poder público os fornecedores de peças e componentes do veículo. O caminhão de dez toneladas terá conteúdo nacional superior a 65% e já nascerá atendendo a todos os requisitos do programa federal Inovar Auto e do Financiamento de Máquinas e Equipamentos (Finame) do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

A Continental fornecerá o tacógrafo, a Vidroforte os vidros da cabine, o motor e o sistema de pós-tratamento serão da Cummins, a transmissão e a embreagem serão da ZF e da Sachs, Dana, Knorr e Frum fornecerão componentes para eixos, a Monroe e a Rassini entrarão com os itens da suspensão, o chassis e as rodas serão da Maxion, os pneus serão Pirelli, os itens de frenagem, da Voss e da Brunning, o sistema de combustível, da Bepo e da Indebras, a bateria, da Heliar, a Schwaben será responsável pela engenharia e a Mobil pelos fluidos em geral, como óleo de motor e freio. O fornecimento de itens como chicotes, suportes, parafusos e outras peças está em negociação com empresas do Rio Grande do Sul.

A montadora também apresentou seus modelos de 15, 17 e 24 t que entrarão ainda este ano em processo de homologação para obter a permissão de produção no Brasil. As obras da fábrica tiveram início em abril deste ano e a previsão é que o primeiro caminhão brasileiro deixe a linha de montagem já no início de 2016. Até lá, a empresa continuará importando da matriz chinesa, em Pequim, os modelos de 3,5 até 24 t que desde junho estão sendo desembarcados no Porto do Rio Grande (RS). “Até o fim deste ano, 100 contêineres com peças, acessórios e cerca de 1.000 caminhões devem ser entregues”, destaca Hamacek.

A planta fabril de Guaíba ocupará um terreno de 1,5 milhão de m² e contará com mais de 200 mil m² de área construída. O empreendimento tem investimento inicial de R$ 250 milhões e aproximadamente R$ 70 milhões adicionais serão destinados às operações de logística, distribuição de peças e desenvolvimento da rede de concessionárias.