Sexta-feira, 28 de agosto de 2015 - 9h39
FM Logistic fará operações de transporte para a Fnac
Contrato prevê o abastecimento de quatro lojas da rede com produtos eletrônicos

A FM Logistic anunciou, neste mês de agosto, que firmou um contrato com a Fnac, varejista dos setores de tecnologia, cultura e informação, para realizar o abastecimento de quatro lojas da empresa, localizadas nas regiões Sul e Sudeste do Brasil.

As unidades, em Ribeirão Preto (SP), Belo Horizonte, Curitiba e Porto Alegre, estão situadas dentro de shopping centers, por isso o serviço de entrega feito pela FM, que compreende produtos eletrônicos, precisa ser compatível com as regras e exigências dos estabelecimentos, que preveem horários específicos para as atividades de carga e descarga.

“A FM Logistic está preparada para agregar valor ao cliente, oferecendo um trabalho inovador com qualidade e agilidade”, afirma Luís Fernando Martinez, diretor de Transportes da empresa. Presente há 15 anos no Brasil, a Fnac, assim como a FM, é de origem francesa. A rede possui um total de 184 lojas na França, Suíça, Espanha, Portugal, Bélgica, Marrocos, Qatar e Brasil, sendo 12 em território nacional.

A Fnac é o primeiro cliente da recém-lançada área de Transportes da FM no Brasil. Apesar de ter nascido justamente a partir dessa atividade, na década de 1960, na França, a empresa não oferecia o serviço no Brasil até recentemente. No último ano fiscal (referente a 2013/2014) a área representou 35% do faturamento de 1 bilhão de euros obtido pela FM mundialmente.

“Estamos prontos para expandir nossa atuação neste nicho de mercado” diz Martinez. Segundo ele, as empresas estocam cada vez menos e, consequentemente, necessitam cada vez mais de serviços de transporte. Esse movimento fez a FM se interessar ainda mais pela implantação do negócio no Brasil.

O objetivo da área de Transporte é focar no atendimento de setores como varejo, bens de consumo, indústria, cosméticos e fármacos. Para os próximos anos, a FM pretende alavancar suas receitas com a nova atividade. A previsão é que ela chegue a representar 40% do faturamento total da empresa no Brasil.

Também faz parte dos planos da FM o desenvolvimento de soluções que integrem o modal rodoviário com o aéreo e a cabotagem. Martinez explica que a cabotagem é a alternativa mais interessante para atender o centro de distribuição da empresa, localizado em Resende (RJ), que atua como entreposto alfandegado da Zona Franca de Manaus, permitindo que as mercadorias fiquem armazenadas sem o recolhimento de impostos por até seis meses. “Além disso, atuar em modais ambientalmente mais responsáveis atende a uma importante demanda da FM mundial: garantir sustentabilidade aos negócios, com respeito ao meio ambiente”, explica o diretor.