Quinta-feira, 24 de setembro de 2015 - 16h58
Atlas adota WMS da Store
Sistema utilizado pela empresa até então já não atendia mais às suas necessidades

A Atlas Logística decidiu, no início deste ano, trocar sua ferramenta WMS. De acordo com a própria empresa, ela foi pioneira na utilização de sistemas de gestão de armazéns no Brasil, mas a solução utilizada até então já não atendia mais a constante evolução das operações.

Para decidir qual seria a nova solução utilizada, foram avaliados os maiores e mais importantes sistemas nacionais e internacionais, por meio de uma metodologia baseada em variados critérios, a maior parte deles ligados à capacidade técnica do produto.

“Após um exaustivo trabalho de avaliação, que envolveu o levantamento da capacidade de atendimento do sistema para cada uma de nossas customizações atuais, optamos pelo fornecedor Store Automação, por sua capacidade de suprir as demandas atuais sem descontinuidade, de proporcionar a evolução no sistema de informações ao cliente e pelo envolvimento da alta direção do fornecedor no projeto”, conta o diretor geral da Atlas Logística, André Prado.

De fato, a migração não causou nenhum impacto na integração com os sistemas ERP (Enterprise Resource Planning) dos clientes da Atlas, garantindo a continuidade operacional. Além disso, poucas customizações foram necessárias, já que o sistema é bastante flexível e preparado para atender a operadores logísticos de todos os ramos e portes.

A solução, chamada WMAS, proporcionou mais visibilidade à operação, com a automação de diversas atividades, como o faturamento e a geração de indicadores diretamente dentro da ferramenta, sem precisar recorrer a sistemas externos. “Com a interface gráfica intuitiva tanto no desktop quanto nos coletores, a curva de aprendizado foi rápida e a produtividade no armazém não sofreu perda significativa durante a fase de transição de sistemas. O número de chamados abertos no departamento de TI, por sua vez, diminuiu significativamente, liberando os recursos para atividades mais estratégicas”, explica o gerente de TI da Atlas, Rodolfo de Faria.

“Praticamente todas as decisões contemporâneas envolvem uma capacidade decisória em duas ou mais dessas áreas: Comercial, Financeira, Fiscal, Qualidade, Operacional, Planejamento, Tecnologia da Informação e Regulatória. A ferramenta Store WMAS terá um papel importante nesta integração para que a Atlas possa se antecipar e reagir aos cenários apresentados a cada dia de maneira cada vez mais rápida”, finaliza o presidente da Store Automação, Wagner Tadeu Rodrigues.

A Atlas possui aproximadamente 2,7 mil clientes, entre empresas nacionais e multinacionais, e atende todo o território nacional por meio de 55 filiais, com 4.000 funcionários diretos e 6.000 indiretos, utilizando mais de 500.000 m² de área operacional.