Sexta-feira, 29 de abril de 2016 - 16h10
Mercedes-Benz apresenta seu caminhão do futuro
Durante a comemoração dos 60 anos da empresa, foi apresentado o Mercedes-Benz Future Truck 2025, um veículo que reúne as mais novas tecnologias disponíveis

No dia 28 de abril, a Mercedes-Benz fez uma demonstração do Mercedes-Benz Future Truck 2025, o caminhão do futuro. A apresentação fez parte da comemoração de 60 anos da marca no Brasil, realizado em sua matriz, em São Bernardo do Campo, em SP.

Um estudo da Mercedes-Benz revelou que, em dez anos, os caminhões rodoviários poderão rodar de forma autônoma pelas vias expressas. Dessa forma, a eficiência dos transportes aumentará, o trânsito ficará mais seguro para todos os usuários da estrada e o consumo de combustível e as emissões de CO2 ficarão ainda mais reduzidos. “O Caminhão do Futuro 2025 da Mercedes-Benz é um veículo de condução autônoma que materializa perfeitamente o DNA de inovação do Grupo Daimler. Muitas de suas avançadas tecnologias já fazem parte do dia a dia no Brasil, como os sistemas de assistência à condução do Actros brasileiro”, comenta Stefan Buchner, chefe mundial da Mercedes-Benz Trucks.

Para alcançar esse objetivo, a Mercedes-Benz conectou os sistemas de assistência já existentes com sensores aprimorados do piloto automático rodoviário Highway Pilot. Assim, a condução autônoma já é possível em velocidades realistas e em situações de trânsito de rodovias expressas. Ou seja, o Mercedes-Benz Future Truck 2025 permite que se visualize a futura forma dos caminhões.

Esse caminhão foi desenvolvido de acordo com as diretrizes da iniciativa Shaping Future Transportation (Moldando o Transporte do Futuro) da Daimler Trucks, que prevê a diminuição do uso de recursos naturais e a redução de emissões de todos os tipos. Entre suas metas também se incluem a garantia do mais alto nível possível de segurança no trânsito e o aumento da interconexão com a gestão inteligente de dados para um veículo e com soluções de serviços customizados.

Em termos de design, o modelo combina recursos e eficiência. A aparência fora do comum simboliza uma grande virada do caminhão clássico para um veículo autônomo no transporte do futuro. Formas inovadoras e iluminação futurista indicam a cabina do caminhão do futuro. Os projetistas da Mercedes-Benz alavancaram a oportunidade apresentada pelas especificações de comprimento da futura legislação europeia: o prolongamento da seção dianteira permite a criação de formas suaves e aerodinâmicas. Câmeras compactas substituem os espelhos externos convencionais.

A Mercedes-Benz já cria uma separação visual entre a área de condução e a sala de estar nas cabinas dos caminhões rodoviários. No futuro, a cabina também incluirá uma área de trabalho mais confortável e funcional para os momentos de condução autônoma. O painel de instrumentos é simples e organizado, com mostradores que separam os instrumentos. Em vez de saídas de ar aparentes há um controle de clima indireto, com teclado em substituição aos interruptores convencionais. Quando o caminhão está rodando de forma autônoma, o motorista pode reclinar seu banco e também girá-lo a 45 graus. Ao mesmo tempo, a iluminação indireta clareia o interior sem ofuscar.

Para a Mercedes-Benz, o ponto alto dessa tecnologia é o sistema de piloto automático rodoviário inteligente Highway Pilot, que lembra um piloto automático de aeronave. Um sensor de radar na parte baixa da extremidade dianteira varre a rodovia à frente, com modos de longo alcance (faixa de 250 metros e segmento de 18 graus) e curto alcance (70 metros e 130 graus). O sensor do radar é a base do sistema de segurança do controle de aproximação e da frenagem emergencial, sistemas já disponíveis hoje em dia.

Uma câmera estereoscópica instalada acima do painel dos instrumentos, atrás do para-brisa, mantém a área à frente do veículo sob monitoramento. Atualmente, esta é a localização de uma câmera mono do já conhecido Lane Keeping Assist (assistente de manutenção da faixa de rolamento). O alcance da câmera estereoscópica é de 100 metros e ela varre uma área de 45 graus na horizontal e de 27 graus na vertical.

A câmera estereoscópica identifica estradas de faixa única ou dupla, pedestres, objetos em movimento ou parados nas vias, todos os objetos dentro da área monitorada e também a superfície da estrada. Esta câmera reconhece tudo o que contrasta com o fundo, conseguindo, portanto, medir distâncias com exatidão. Ela também registra as informações dos sinais de trânsito e reconhece os marcos de sinalização das pistas, principal função de orientação para a condução autônoma.

Os sensores do caminhão formam o coração do Side Guard Assist (assistente de ponto cego). Os módulos dos sensores de radar são dispostos de forma a cobrir a área paralela ao veículo em todo o comprimento da composição cavalo mecânico+semirreboque. Além disso, essa faixa se prolonga até dois metros à frente do caminhão. O Side Guard Assist avisa o motorista sobre a presença de outros usuários da estrada não só quando ele está saindo da rodovia. Ele também alerta para colisões iminentes com obstáculos parados, atuando ainda como um sistema de assistência em caso de mudança de faixa na pista.

Os sensores do modelo estão interconectados em rede — a chamada técnica de fusão multissensorial — de modo que geram uma imagem completa do entorno do caminhão, reconhecendo todos os objetos estáticos e em movimento.

Assim que entra numa rodovia, o motorista do Mercedes-Benz Future Truck 2025 escolhe a faixa adequada onde irá rodar. O sistema emite então um aviso para que ele ative o Highway Pilot. A despeito da situação do trânsito, o caminhão do futuro fica na estrada de forma independente, pois não é necessário haver um veículo à frente como referência para orientá-lo. Ou seja, ele age autonomamente em sua pista. Se houver outro veículo à frente, ele adequa a velocidade dentro do limite permitido e mantém uma distância ideal de segurança. É sempre possível, portanto, que os outros veículos entrem na estrada com segurança.

Os fluxos de trânsito em rotas de longa distância que sejam previsíveis para todos os usuários da estrada representam também mais segurança para todos. Hoje, os sistemas de assistência regulam as velocidades dos veículos e conseguem iniciar automaticamente as frenagens emergenciais a fim de evitar acidentes. Eles já têm demonstrado seu valor por muitos anos. A condução autônoma potencializará ainda mais essas vantagens.

Segundo a empresa, uma das questões mais interessantes da condução autônoma é o horizonte de tempo previsto para que seja posta em prática. Em termos puramente técnicos, torná-la realidade nas estradas já será possível dentro de cerca de cinco anos. No entanto, devido a fatores mais complexos para veículos comerciais pesados, o horizonte de prazo para tais veículos deverá ser mais longo – a implementação será possível dentro de dez anos, levando-se em conta também as considerações das legislações que ainda serão definidas.

De acordo com a empresa, o Mercedes-Benz Future Truck 2025 com sistema Highway Pilot será a resposta aos desafios do futuro, como o aumento do trânsito, infraestruturas inadequadas, pressão dos custos e escassez de motoristas. Tendo como pano de fundo os numerosos sistemas de assistência e telemática e comunicação, uma nova era no transporte rodoviário de cargas e nas telecomunicações se abrirá.