Segunda-feira, 9 de maio de 2016 - 12h03
Asap Log estuda realizar entrega com drones
O estudo está estruturado em duas etapas, teórico e prático com testes em campo, mediante autorizações dos órgãos competentes

O operador logístico Asap Log iniciou estudos de viabilidade técnica-operacional para uso de drones em suas entregas urbanas. O estudo está estruturado em duas etapas, teórico e prático com testes em campo, mediante autorizações dos órgãos competentes. A empresa quer acompanhar a evolução do assunto no mesmo ritmo que grandes organizações norte-americanas do setor de comércio eletrônico e tecnologia, como a Amazon e o Google.

“Ainda é cedo para dizer se a operação de entregas através de drones é viável. Existe muito a ser analisado e definido, principalmente as questões legais sobre o uso deste tipo de equipamento em nosso país”, disse Rafael Mendes, CEO da Asap Log.

Apesar de não ser uma criação tão recente e já ser utilizada para determinadas necessidades, como na produção de imagens, limpeza e segurança, a utilização do Vant (veículo aéreo não tripulado) tem crescido no segmento de logística. Segundo a Asap Log, a expectativa proveniente da aplicação como uma nova forma de transporte de cargas é alta, pois figura como uma solução a muitos problemas da área.

Para a empresa, ainda existem diversas questões a serem respondidas, como por exemplo, as regras de trafego aéreo (em processo de definição pelos órgãos competentes), segurança, capacidade de peso (payload) e autonomia de voo. Por estas e outras razões a utilização atual desta tecnologia no segmento de logística ainda é restrita.

Segundo Rafael Mendes, os drones tendem a se popularizar e continuarem sendo soluções alternativas interessantes para muitas atividades. Na logística visualiza-se grande potencial no transporte entre centros de distribuição e residências para entrega de pequenos pacotes fracionados comprados através da internet, por exemplo. “O importante é estarmos preparados para o futuro. Caso essa solução passe a ser viável, queremos ser pioneiros no Brasil”, finaliza Rafael Mendes, CEO da Asap Log.