Sexta-feira, 1 de julho de 2016 - 14h36
Grupo TPC adota sistema de voice picking
Empresa investiu R$ 1 milhão na aplicação da tecnologia

O Grupo TPC adotou uma nova ferramenta operacional em seus armazéns que permite aos funcionários separar os pedidos por meio de um sistema de voz. O voice picking deixa de lado as digitações e a leitura de códigos de barras para dar lugar a um headset para comandos vocais do operador. O investimento, de R$ 1 milhão, tem um motivo: a adoção da tecnologia representa uma economia de tempo de 25% no recolhimento dos produtos.

Dentro do armazém, o operador insere o código do pedido e pergunta ao sistema qual produto deve coletar. A voz é transformada em dados e estes são enviados por wi-fi a um computador, no qual está instalado um WMS. Em seguida, o operador ouve um comando de voz eletrônico comunicando qual é a sua tarefa, com as coordenadas da localização do produto no armazém. Ao coletar, ele avisa o sistema, que lhe transmite uma nova ordem, sempre planejando a rota mais eficiente dentro do armazém.

A ferramenta foi implementada no centro de distribuição de Jaguaré, em São Paulo, onde o grupo possui uma área com 15 mil m² para operações come medicamentos. “Nesse CD são separados 40 mil itens por dia. Decidimos por essa tecnologia a fim de trazer inteligência para a armazenagem e agilidade aos processos. Acreditamos que será um diferencial na entrega para o cliente”, explica Luis Chamadoiro, vice-presidente de Logística Geral do Grupo TPC.

Uma das principais vantagens é deixar o trabalhador com as mãos livres para operar com maior rapidez e precisão, o que proporciona um aumento no nível do serviço prestado e redução de recursos à empresa. “Pode-se obter até 25% menos de tempo na coleta de produtos, o que nos torna mais competitivos e traz ganhos na produtividade”, completa Chamadoiro.