Terça-feira, 23 de julho de 2019 - 10h28
Friozem inaugura centro de distribuição em Duque de Caxias
Estrutura de 20 mil m² pode armazenar cargas refrigeradas, climatizadas e congeladas

A Friozem Logística, empresa especializada em transporte, distribuição e armazenagem de produtos alimentícios com temperatura controlada, inaugurou nesta semana um novo centro de distribuição localizado na cidade de Duque de Caxias (RJ).

A estrutura está situada em um terreno de 40 mil m² e conta com 20 mil m² de área construída, que abriga nove câmaras para armazenar alimentos refrigerados, climatizados ou congelados. Com capacidade total para 161 mil m³, o CD apresenta um total de 30 mil posições-palete.

“Nossa estratégia sempre foi pautada por instalar CDs nas principais capitais do país. Além disso, a região carioca é carente de serviços frigorificados e existe uma grande demanda de clientes. Nossa intenção foi criar um novo CD para atender o entorno, além do mercado externo e interno”, destaca Fábio Fonseca Filho, diretor-presidente da Friozem.

Divulgação
Divulgação

De acordo com o executivo, a expectativa do operador logístico é manter uma movimentação mensal de 30 mil toneladas de produtos alimentícios armazenados na nova unidade em Duque de Caxias.

Um dos grandes diferenciais do novo CD é a tecnologia, com as operações de resfriamento e manutenção da temperatura dos alimentos 100% automatizada. A gestão do funcionamento da casa de máquinas é feita via computador, e a intenção, segundo Fonseca, é obter maior eficiência e redução no consumo de energia elétrica. Além disso, as mercadorias são controladas por sistema de radiofrequência (RFID) e a movimentação é controlada pelo sistema WMS, proporcionando maior velocidade na separação e acuracidade de estoque.

A nova estrutura da Friozem demandou investimentos de R$ 60 milhões e a empresa deve gerar 150 novos empregos diretos e 200 indiretos na região. Com ela, a Friozem passou a contar com um total de dez CDs estrategicamente localizados em várias cidades ao redor do Brasil, com forte presença nas regiões Sul, Sudeste e Nordeste do país.

O novo CD deve incrementar a estimativa de crescimento da empresa para 2019, que deve chegar a 15%. “Com a economia estagnada, esperamos que os novos negócios gerados com esse CD impulsionem nosso crescimento para a marca dos dois dígitos neste ano”, conclui Fonseca.