Quarta-feira, 24 de julho de 2019 - 12h02
Gru Airport investirá R$ 25 milhões até 2020 no segmento de cargas
Companhia foca suas ações na ampliação da capacidade, em melhorias estruturais e na obtenção de certificados

A concessionária Gru Airport anuncia que investirá, até 2020, R$ 25 milhões na ampliação de áreas operacionais e em melhorias nas estruturas de movimentação de cargas do Aeroporto Internacional de São Guarulhos (SP).

Algumas ações já estão definidas. Até o final deste ano, por exemplo, está prevista a inauguração na área de importação do corredor climatizado, espaço de 800 m² destinado à movimentação de produtos e que dá acesso às antecâmaras e às câmaras frias de armazenagem. O local contará com 360 posições-palete e temperatura variando entre 16°C e 22°C.

Para 2020, a estratégia é modernizar o transelevador, equipamento que disponibiliza 17 mil posições-palete, investir em softwares de gestão e efetuar melhorias estruturais, técnicas e organizacionais a fim de obter o Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB), documento emitido pelo Corpo de Bombeiros da Polícia Militar do Estado de São Paulo (CBPMESP) certificando que, durante a vistoria, a edificação possuía as condições de segurança contra incêndio.

O próximo ano também marcará as iniciativas para a obtenção do Iata Ceiv Pharma, que avalia os mais altos índices de segurança, conformidade e eficiência em instalações, equipamentos, operações e profissionais relacionados ao setor farmacêutico.

Ainda sem datas definidas e investimentos previstos, o Gru Airport informa, também, que estima expandir sua capacidade e conceder áreas operacionais às empresas do segmento de courier.

Ao todo, desde que assumiu a gestão do aeroporto em 2012, a Gru Airport, por meio da Gru Airport Cargo, que administra o Terminal de Cargas (Teca), já investiu R$ 45 milhões no segmento, que atualmente representa 40% das receitas da empresa.

Alguns números comprovam a eficácia das ações. A verba aplicada desde a concessão aumentou em 76% a capacidade de armazenagem do Teca de Guarulhos, o que reflete em sua participação no mercado. Em junho deste ano, por exemplo, o terminal atingiu 44% de market share. No acumulado do primeiro semestre, o complexo logístico aeroportuário respondeu por 42% das movimentações realizadas no segmento de carga aérea no Brasil.

Estrutura

O Teca do Gru Airport conta com uma área de 99 mil m² e interliga o Brasil com 33 países. São mais de 790 voos diários, operados por 41 empresas aéreas nacionais e internacionais, para 96 aeroportos.

O complexo frigorífico merece destaque. São 87 mil m³ de capacidade de armazenamento para exportação e importação, além de 43 mil m³ para armazenamento de cargas nacionais. Há, ainda, 26 mil m³ de estocagem para produtos farmacêuticos e perecíveis. Ao todo, são 21 câmaras frias que atendem todos os ranges de temperatura, com 3.156 posições-palete para produtos perecíveis, com foco em produtos farmacêuticos, e 360 posições-palete para contêineres refrigerados.