Sexta-feira, 2 de agosto de 2019 - 11h15
Ativa aplica R$ 12 milhões em equipamentos e dá início ao seu plano de investimento
Recursos serão direcionados à renovação da frota e fazem parte do pacote de R$ 30 milhões anunciados para 2019

A Ativa Logística iniciou seu plano de investimento para 2019 orçado em R$ 30 milhões e aplicou R$ 12 milhões na aquisição de veículos e implementos: utilitários 3/4 e semirreboques com equipamentos isotérmicos e refrigerados com tecnologias de segurança embarcadas, telemetrias e menos poluentes para atender às exigências das legislações e projetos de sustentabilidade. O valor empregado contempla, ainda, a compra de caminhões 3/4 e furgões com as mesmas tecnologias para as operações da Trans Model Air Express, empresa pertencente à Ativa.

O restante dos recursos será empregado na aquisição de tecnologias, contratações de funcionários e ampliações de algumas das 18 unidades espalhadas por São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Espírito Santo e Paraná.

“Como parte integrante de toda cadeia, é fundamental que façamos investimentos contínuos nas operações de transporte e armazenagem dos produtos. Nosso papel é assegurar que os medicamentos, por exemplo, cheguem aos pontos de vendas sem inconformidades e com todas as suas propriedades preservadas”, afirma o presidente da Ativa, Clóvis Gil.

Clóvis Gil, presidente da Ativa. Créditos: Divulgação
Clóvis Gil, presidente da Ativa. Créditos: Divulgação

Segundo o gerente e responsável por toda a frota da Ativa Logística e da Trans Model, Evaldo Araújo, a frequência de renovação da frota na companhia costuma ocorrer a cada três anos, ou no máximo cinco. Hoje, a empresa conta com 800 veículos, empregados em mais de 150 mil entregas por mês em mais de 2.500 municípios do país.

Estratégias

Além do investimento em frota, a Ativa Logística informa que tem direcionado seus aportes na logística 4.0 com o objetivo de reduzir o lead time, disponibilizar centros de distribuição mais inteligentes e produtivos, com a automação de processos e oferecer informações em tempo real ao cliente em qualquer parte do mundo com apenas um clique. “Toda essa eficiência operacional proporcionada pela tecnologia vai eliminar desperdícios e gargalos, fortalecendo as operações dos clientes com ganho nos prazos e na redução de custos”, diz Gil.

A companhia também adquiriu recentemente um sistema de Customer Relationship Management (CRM) a fim de ter uma visão 360 das operações e aprimorar o relacionamento com os clientes para entender melhor seus desejos e necessidades.