Segunda-feira, 2 de dezembro de 2019 - 10h50
Buonny passa a utilizar sistema de reconhecimento facial
Objetivo é mitigar os riscos nas operações de transporte, identificando o profissional a fim de evitar a clonagem e a falsificação de documentos

A Buonny, gerenciadora de riscos que atua nos setores de transporte e logística, passou a utilizar um sistema de reconhecimento facial. Desenvolvida internamente, a tecnologia tem como objetivo mitigar os riscos nas operações de transporte de cargas, assegurar a identificação do profissional que realiza a atividade e evitar a clonagem e a falsificação de documentos.

A novidade chega para se tornar uma ferramenta no plano de gerenciamento de riscos, uma vez que pode minimizar as ocorrências de apropriações indébitas e estelionatos. Segundo a Buonny, desde a implementação, o sistema já trouxe economia de mais de R$ 17 milhões para as companhias seguradoras, devido ao fato de analisar as informações sobre os envolvidos nas operações de transporte.

A análise do perfil profissional visa determinar a exposição ao risco das viagens e estabelecer o perfil adequado a cada tipo de embarque, com base no cruzamento de informações sobre o motorista , o proprietário, o veículo e a carga, proporcionando mais segurança e agilidade na logística e na entrega de mercadorias.

Para a determinação do perfil profissional do pesquisado são avaliados, além da utilização do sistema de reconhecimento facial, o tipo de carga, o valor transportado, a origem e o destino, o proprietário e dados do veículo e a documentação junto aos órgãos competentes. O sistema também analisa referências pessoais, o que é fundamental para saber quem são os familiares e pessoas físicas indicadas, experiência do profissional junto a empresas com as quais atua frequentemente, entre outras checagens, como distribuidor forense, situação do CPF, da CNH e histórico de sinistros.

“Temos o maior e mais confiável cadastro de motoristas do Brasil e, em razão de todos os investimentos em tecnologia e inovação para estarmos sempre à frente do mercado, criamos a Sistema de Reconhecimento Facial para tornar o processo ainda mais eficiente e seguro às operações logísticas de nossos clientes”, diz o presidente do Grupo Buonny, Cyro Buonavoglia.