Quinta-feira, 23 de abril de 2020 - 14h32
Porto do RJ inicia manobras experimentais noturnas no Canal de Cotunduba
Ainda neste semestre, o principal canal de acesso ao porto estará operacional para a navegação noturna

Depois da realização de diversos testes diurnos, foram iniciadas, nesta segunda-feira, dia 20 de abril, as manobras experimentais noturnas de entrada e saída de navios conteineiros pelo Canal de Cotunduba, principal acesso aquaviário ao Porto do Rio de Janeiro.

O ramp up (processo de transição para receber navios de maior porte de forma progressiva) continuará até a conclusão de quatro manobras, sendo duas de entrada e duas de saída, o que deverá ocorrer até a primeira quinzena de maio. A previsão é de que o canal esteja operacional para navegação noturna com segurança ainda neste semestre.

Segundo o diretor-presidente da Companhia Docas do Rio de Janeiro (CDRJ), Francisco Antonio de Magalhães Laranjeira, com uma navegação segura no período noturno serão viabilizadas as operações de carga e descarga durante a noite, o que vai proporcionar maior competitividade para os terminais do porto. “Estimamos uma redução do tempo de espera em aproximadamente 8 horas para cerca de 50% das escalas do Porto do Rio de Janeiro, o que representará uma diminuição do custo Brasil, dada a otimização do carregamento dos navios, com uma menor estadia, e a maximização das janelas de entrada e saída”.

Os testes estão sendo possíveis porque o Canal de Cotunbuba, também conhecido como Canal Varrido, recebeu recentemente, por meio da empresa capixaba de hidrografia e engenharia Umi San, uma moderna sinalização náutica, com três novas boias articuladas semissubmersíveis dotadas da tecnologia de transceptores, que promovem maior precisão na delimitação do canal, a fim de reduzir o risco de acidentes. Essa melhoria no balizamento foi possibilitada por uma parceria da CDRJ com as empresas arrendatárias ICTSI Rio, MultiRio e Triunfo Logística, que operam terminais no Porto do Rio de Janeiro.