Domingo, 27 de setembro de 2020
Dólar R$ 5,55
Euro R$ 6,46
Tecnologística no LinkedIn
Tecnologística no Youtube
Terça-feira, 5 de maio de 2020 - 12h09
Serviço para a costa leste dos EUA entra em operação na TCP
Primeiro navio da rota chegou ao terminal no último mês de abril

O retorno do serviço que conecta Paranaguá (PR) com a costa leste dos Estados Unidos foi marcado pela atracação do navio MSC Carolina no Terminal de Contêineres de Paranaguá, no início de abril. O marco é fruto de uma parceria da TCP com a MSC e contará com escalas semanais regulares, reforçando a posição estratégica do terminal como o que oferece o maior número de linhas marítimas semanais, totalizando 16.

A primeira carga a utilizar o serviço pertence à Placa Indústria e Comércio de Compensados, localizada em Porto União, em Santa Catarina, com destino ao Porto de Savannah, no estado da Geórgia, nos Estados Unidos. “Atuamos no mercado desde 1999 e trabalhamos com a TCP desde 2017. Com esse novo serviço, a TCP reforça sua posição estratégica e permite aos clientes ampliar a sua parceria com o terminal”, comenta Marcelo Franzoi, diretor executivo da companhia.

Thomas Lima, vice-diretor Comercial da TCP, destaca que a parceria foi possível devido à estrutura e serviços logísticos oferecida pelo terminal, que tornam a operação de cargas por Paranaguá até 40% mais competitiva na comparação com outros portos. “Exemplo dessa estrutura é o armazém de exportação, localizado na área primária do terminal e próximo ao berço de atracação dos navios. O local tem uma estrutura moderna e é voltado para estufagem de múltiplas cargas, como sacaria, madeira, celulose e cerâmica”, diz.

Lima enfatiza que a operação do novo serviço pela TCP facilita a emissão de cargas para o exterior para os exportadores, uma vez que não é necessária a realização do transbordo em outros portos, gerando menos custos operacionais e logísticos, garantindo ainda mais segurança para as cargas transportadas.

“Além disso, a TCP oferece soluções logísticas integradas por meio da TCP Log, como as bases intermodais e a conexão com a ferrovia, que acessa diretamente a área primária do porto”, explica o executivo. A conexão com a ferrovia é feita em parceria com a Brado e conecta as bases intermodais do interior (Cambé, Ponta Grossa e Cascavel) diretamente com a TCP em Paranaguá. A expectativa do terminal é absorver parte dos mais de 170 mil contêineres movimentados anualmente em sua zona de influência com destino aos Estados Unidos.

O novo serviço para a Costa Leste dos Estados Unidos inclui a rotação dos seguintes portos: Buenos Aires, Montevidéu, Rio Grande (RS), Navegantes (SC), Paranaguá, Santos (SP), Rio de Janeiro, Salvador, Suape (PE), Cristobal, no Panamá, Filadélfia, Nova Iorque, Norfolk, Baltimore, Charleston e Savannah, nos Estados Unidos, e Caucedo, na República Dominicana.