Quarta-feira, 6 de maio de 2020 - 11h05
Log-In investe R$ 60 milhões na aquisição do porta-contêineres Endurance
Embarcação tem capacidade para 2.800 TEUs e será aplicada no serviço Atlântico Sul, que interliga portos brasileiros ao de Buenos Aires

A Log-In Logística Intermodal, empresa de soluções logísticas que integra a navegação por cabotagem a outros modais e serviços, anuncia que investiu R$ 60 milhões na aquisição de um novo porta-contêineres. O navio Log-In Endurance, que possui capacidade de 2.800 TEUs e comporta tanto contêineres refrigerados quanto para carga seca, atenderá a linha de serviço Atlântico Sul (SAS), que interliga diversos portos brasileiros ao porto de Buenos Aires, na Argentina.

Com a aquisição, a frota da companhia passa a contar com seis navios próprios, que somam capacidade para 15.500 TEUs. Além disso, a empresa também opera com embarcações afretadas.

Divulgação

O diretor Comercial da Log-In, Mauricio Alvarenga, afirma que o investimento em mais um navio próprio e também na contratação de tripulantes reafirma a confiança da empresa no modal e na própria capacidade de desenvolvimento da navegação de cabotagem brasileira. “O transporte intermodal é muito estratégico, não só neste, mas em qualquer outro momento, em função de sua característica crucial de manter em funcionamento a cadeia de abastecimento. Nosso setor está unido para ajudar a sociedade e enxergamos que esse é um momento para não pararmos”, diz.

De acordo com o executivo, a aquisição do navio integra o plano de negócios e de adequação de frota com o objetivo de apoiar a estratégia de crescimento da companhia. “Em 2016, iniciamos um processo de reestruturação para resolver o endividamento da empresa e a baixa rentabilidade dos negócios. Os desafios foram muitos, incluindo a revisão de gastos, venda de ativos, negociação de dívida e redução de plano de investimentos. A aquisição do Log-In Endurance marca uma nova fase e será crucial para apoiar nosso crescimento”, enfatiza Alvarenga.

O diretor afirma, ainda, que a nova embarcação transportará mais carga com um menor impacto ao meio ambiente. Com incremento de 10% à capacidade do atual navio que será substituído e um sistema eletrônico de injeção de combustível, o motor de combustão principal queima de maneira mais eficiente o bunker, gerando redução no consumo de combustível, na manutenção e vida útil do motor, assim como reduzindo a emissão de componentes de enxofre na atmosfera.

A Log-In Logística Intermodal tem sede no Rio de Janeiro e oito escritórios regionais em Manaus, Fortaleza, Recife, Salvador, Santos (SP), São Paulo, Porto Alegre e Buenos Aires. Além disso, conta com dois terminais intermodais, no Guarujá (SP) e em Itajaí (SC), e um terminal portuário em Vila Velha (ES).

A receita líquida em 2019 ultrapassou R$ 1 bilhão, com um volume de contêineres transportados da ordem de 357 mil TEUs, 5,1% superior em relação a 2018. Outro marco importante foi a finalização, em novembro de 2019, da oferta pública primária de ações, na qual a Log-In captou o montante de R$ 634 milhões.