Quinta-feira, 18 de junho de 2020 - 12h30
Controle de acesso terrestre ao Porto do Rio de Janeiro é informatizado
Acesso de veículos e pessoas será controlado por sistema da autoridade portuária integrado ao sistema de agendamento dos terminais de cargas

O Porto do Rio de Janeiro iniciou, na última segunda-feira, dia 15 de junho, testes para a implantação de um sistema de controle informatizado de acesso terrestre. Com isso, tanto o processo de permissão como o acesso de caminhões serão realizados de forma automatizada. O objetivo é gerar mais eficiência, agilidade e segurança para todos os envolvidos na cadeia logística do comércio exterior.

O sistema, chamado SGAD, foi doado à Companhia Docas do Rio de Janeiro (CDRJ) pelas empresas arrendatárias dos terminais MultiRio, ICTSI Rio e Triunfo Logística, por meio do Sindicato dos Operadores Portuários do Estado do Rio de Janeiro (Sindoperj). O processo também teve a participação ativa da Associação dos Usuários dos Portos do Rio de Janeiro (Usuport-RJ) e de representantes do setor de transportes de cargas.

Segundo o gerente de Desenvolvimento de Negócios da CDRJ, Eduardo Miguez, não haverá mais a necessidade de o usuário ir até a sede da guarda portuária com diversos documentos para dar entrada no processo de permissão para acesso ao porto. “O interessado deverá fazer o upload dos documentos no sistema SGAD. Em seguida, a guarda os analisa e, se estiver de acordo, aprova a permissão pelo sistema.”

Quanto ao acesso de caminhões, Miguez explica que os transportadores deverão cadastrar suas empresas e funcionários no sistema. “Quando realizarem o agendamento junto aos terminais, o sistema já vai identificar se o transportador e o caminhoneiro estão cadastrados e aptos para acessar o porto. Quando finalizar o agendamento, o sistema irá gerar um QR Code que deverá ser apresentado pelo motorista ao guarda portuário no portão de acesso (em papel ou pelo celular). Um leitor de QR Code informará ao guarda se o veículo pode acessar o porto e qual local de destino”, detalha.

Em breve, o acesso será ainda mais automatizado. Câmeras com leitores de caracteres que já estão instaladas nos portões serão integrados ao sistema SGAD e o acesso ocorrerá por meio da leitura da placa do veículo, e a intervenção de um funcionário e a leitura do QR Code será feita apenas como contingência. Depois que o sistema estiver funcionando plenamente no Porto do Rio de Janeiro, a CDRJ pretende implantá-lo também no Porto de Itaguaí.