Terça-feira, 30 de junho de 2020 - 11h10
Santos Brasil inicia operações de seu novo Centro de Controle Operacional
Estrutura amplia o controle em tempo real das operações, agregando eficiência e segurança às atividades

A Santos Brasil inaugurou seu novo Centro de Controle Operacional (CCO) no Tecon Santos, terminal de contêineres localizado no Porto de Santos (SP). A estrutura chega para ampliar o controle em tempo real das operações, agregando, segundo a companhia, eficiência e segurança às atividades. Nesse novo centro está reunida toda a gestão do sistema utilizado para administrar as diversas operações do terminal, com o terminal operation system (TOS).

Do centro de controle, os profissionais responsáveis pelo planejamento de operações acompanham de maneira integrada informações detalhadas sobre navios, como atracação nos berços, além das operações dos portêineres, atividade dos gates, recebimento e entrega de cargas, movimentação na ferrovia, posicionamento de contêineres nos armazéns, housekeeping do pátio e índices de utilização de recursos e faróis de alerta operacionais.

Divulgação

Os funcionários monitoram também as 50 câmeras instaladas em diferentes áreas do Tecon e as câmeras do sistema alfandegado do terminal. O objetivo dessa rede de informações é proporcionar uma leitura integrada e ágil das atividades, dos fluxos operacionais e seus gargalos, viabilizando intervenções rápidas e assertivas.

Entre os equipamentos que integram o novo CCO, estão computadores, rádios, controle dos OCRs dos gates e dos portêineres, além de um videowall com 16 monitores, que contam com uma tecnologia cujo sistema tem mais capacidade de funcionamento e flexibilidade de conteúdo a ser apresentado. Com isso, agora é possível ver câmeras direcionadas para um navio em um grupo de monitores e, em outro grupo, o pátio. Isso faz com que os coordenadores tenham uma visão global e facilitada do todo. O sistema foi projetado para agregar, quando necessário, implantações de novas tecnologias desenvolvidas a partir de IoT, inteligência artificial e machine learning.

Segundo o diretor de Tecnologia e Inovação da Santos Brasil, Ricardo Abbruzzini, o novo CCO permite ainda que a companhia tenha um fluxo operacional ainda mais eficiente, impactando de forma positiva o nível de atendimento aos clientes. “Temos agora mais facilidade para antecipar e tratar possíveis desvios e gargalos, criando planos de contingência para maior estabilidade operacional”, diz.