Quinta-feira, 6 de agosto de 2020 - 11h13
Braspress investe mais de R$ 100 milhões na ampliação de sua frota
Foram adquiridos, no total, 235 caminhões e 285 carretas

A Braspress realizou um investimento de R$ 101 milhões na aquisição de 235 cavalos-mecânicos Mercedes-Benz e 285 carretas da Facchini, além da personalização dos veículos e equipamentos e da implantação de tecnologias embarcadas de rastreamento e telemetria.

“Essa frota tem como objetivo dar mais suporte ao middle mile da Braspress, além de trazer redução da idade média para a frota da companhia, de 4,5 anos para 3,5 anos”, explica Urubatan Helou, diretor-presidente da Braspress. Os recursos foram suportados em parte pelo caixa da própria companhia e o restante demandado ao mercado financeiro.

Divulgação

De acordo com a Mercedes-Benz, foram adquiridos 220 veículos Axor 1933 e 15 unidades do Axor 2041. Os ativos serão entregues de forma programada entre os meses de outubro e dezembro deste ano.

“Esse é um dos maiores negócios de caminhões extrapesados que realizamos durante o período da pandemia até aqui”, informa Roberto Leoncini, vice-presidente de Vendas e Marketing Caminhões e Ônibus da Mercedes-Benz do Brasil. “Otimista com a recuperação gradual da economia, a Braspress mantém seu programa de renovação e ampliação de frota e escolheu 100% da nossa marca para essa aquisição de caminhões. Isso nos traz, como sempre, grande satisfação em atender nosso tradicional parceiro de mais de quatro décadas e uma empresa que é referência nacional no transporte de encomendas.”

“Prevemos um crescimento da ordem de 12% a 13% nos nossos negócios em 2020 e isso se deve especialmente ao incremento do e-commerce”, analisa Helou. “Nos 43 anos da empresa, isso é uma tradição nossa: os períodos de crise no país são os momentos em que mais investimos e mais aceleramos o processo de desenvolvimento dos nossos negócios. A pandemia é como o clima, depois de grandes tempestades vem uma grande bonança. E eu tenho convicção que essa bonança está por vir e, quando ela chegar, a Braspress já estará preparada para poder atender às demandas dos clientes. Aliás, esperamos um boom no mercado on-line B2C a partir do segundo semestre de 2021. Se isso se confirmar, a Braspress estará pronta para entregar um maior volume de encomendas do comércio eletrônico”, completa o executivo.