Terça-feira, 22 de setembro de 2020 - 11h25
Ulma entrega armazém de alta capacidade para a Weg no México
Projeto que combina estrutura automatizada e sistema de transportadores automáticos recebeu investimentos de 2,1 milhões de euros

A Weg, multinacional brasileira fabricante de máquinas e equipamentos que atua no setor de bens de capital com soluções em máquinas elétricas, automação e tintas, investiu 2,1 milhões de euros em um novo centro de distribuição no México, com projeto da Ulma Handling Systems, em parceria com a japonesa Daifuku. A instalação pertence à planta de motores de média e baixa tensão, geradores, placas de controle e automação, localizada na Cidade do México, e está operando desde março deste ano.

A Weg optou pela automatização do CD devido à necessidade de movimentar e armazenar moldes volumosos para fabricação dos motores, que além de espaço exigem o controle total de seu fluxo dentro da instalação. “A automatização é uma prioridade na Weg, pois reduz custos de operação e mantém atualizados os processos para o avanço do nosso negócio”, afirma José Francisco Morales Rodriguez, chefe de Produção da Weg México. Segundo ele, a escolha pelo projeto da Ulma foi uma união entre técnica e experiência apresentada pela Daifuku.

Divulgação

Rodriguez explica que, nesse projeto, o desafio era ter um armazém de alta capacidade em um espaço mínimo e com rastreamento de entradas e saídas bem executado, sobretudo que mantivesse determinada posição dos moldes. “Essa solução mantém os moldes na posição correta, o que é crítico para seu uso em etapas posteriores do processo”, conta.

A Ulma projetou um sistema que atende a um circuito que envolve área de produção, linha de molde vertical, linha de molde horizontal e estoque do CD da Weg: um armazém automatizado de dupla profundidade equipado com transelevador está ligado à linha de produção e às linhas de molde, e recebe, estoca e expede paletes com os moldes finalizados. A movimentação desses paletes é feita por um sistema transportador de correntes ou de rolos entre as máquinas centrais e o armazém verticalizado, entre as máquinas de moldagem vertical e o armazém verticalizado e, também, entre as máquinas de moldagem horizontal e o armazém verticalizado. Dois elevadores estão ligados a duas células de robôs que recebem paletes e o carregam com moldes de motores, devolvendo-os ao armazém.

“Para a Ulma América Latina é uma satisfação muito grande poder fazer parte desse projeto com a Weg, dada a liderança que a empresa possui no seu segmento mundialmente. Além disso, é de se destacar as iniciativas da Weg na indústria 4.0 e seus diversos investimentos nos últimos anos nesse segmento. Escolher a Ulma para esse importante projeto na América Latina confirma nossa correta estratégia para a indústria 4.0”, destaca Marcelo Bueno, CEO da Ulma Handling Systems para o Brasil e América Latina.

A solução implementada pela Ulma tem baixo consumo energético e proporciona alta produtividade em espaço reduzido, maior acuracidade de estoques, alta velocidade para armazenagem, layout flexível para expansões futuras e maior segurança para os colaboradores envolvidos na operação.

“Nossa expectativa é alcançar maior eficiência na armazenagem e no sortimento das peças necessárias em nosso processo, com falhas mínimas do software de gestão ou de tempo médio de movimentação no transportador. Foi a experiência da Ulma e Daifuku em armazéns inteligentes que nos deu segurança para um investimento desse porte e, assim, sermos a segunda planta mais automatizada da Weg no mundo”, encerra Rodriguez.