Terça-feira, 6 de outubro de 2020 - 9h45
TCP registra novo recorde de movimentação de contêineres
Empresa registrou 87.455 TEUs no último mês de agosto, crescimento de 8,8% frente ao mesmo período de 2019

A TCP, empresa que administra o Terminal de Contêineres de Paranaguá (PR), registrou um novo recorde de movimentação de contêineres ao operar 87.455 TEUs no último mês de agosto. O desempenho ficou 8,8% acima em comparação ao mesmo mês de 2019, quando foram movimentados 80.388 TEUs. No acumulado de janeiro a agosto, a movimentação total é de 646.630 TEUs, superando 7% o mesmo período do ano passado, quando o acumulado era de 606.410 TEUs.

Além da marca de movimentação geral, o terminal também quebrou o recorde de movimentação realizada em um único navio, com 2.083 movimentos no CAP San Lorenzo, operado no dia 31 de agosto. O recorde anterior havia sido registrado no dia 12 de outubro de 2017, quando o terminal realizou 2.037 movimentos no navio Maersk Lins.

De acordo com o diretor Comercial da TCP, Thomas Lima, os números são resultados da modernização da infraestrutura da empresa e forte atuação comercial. “Almejamos sempre aumentar nossa produtividade, o que desonera e agiliza toda a cadeia para armadores, exportadores e importadores. Além disso, oferecemos as melhores condições comerciais para nossos clientes, com períodos livres de armazenagem, tornando a TCP a melhor opção no país”, afirma

Em julho, a TCP já havia registrado três recordes – o de movimentação de contêineres cheios, de exportação e contêineres cheios e de exportação de contêineres reefer.

Em relação ao recorde de movimentação por navio, Lima explica que as novas condições operacionais permitiram estratégias de atracação mais elaboradas e, por consequência, um aumento na produtividade. “Ações como essa geram confiança entre nós e os armadores. A expectativa é de que novos recordes como esse voltem a acontecer”, diz o diretor Comercial da TCP.

O navio foi operado com quatro guindastes STS (Ship to Shore) próprios em aproximadamente 24 horas entre a chegada da embarcação na Barra de Paranaguá e sua desatracação do terminal. Com carga de importação, o veículo integra o serviço Samba Sul da Maersk, uma das 17 rotas marítimas que passam pela TCP.