Quarta-feira, 24 de março de 2021 - 10h49
Clia Pouso Alegre recebe ISO 9001:2015 e investe para iniciar atuação como OEA
Novidades geram mais garantia dos procedimentos operacionais e administrativos; já são realizadas adequações estruturais e funcionais das operações

O Clia Pouso Alegre (MG) recebeu no último mês de fevereiro o certificado ISO 9001:2015, que visa garantir o aumento no portfólio de atendimento com foco em empresas que já são certificadas. Além disso, a iniciativa aumenta a garantia dos processos internos.

Outra ação da empresa é o início dos processos para a obtenção do certificado que a possibilitará atuar como Operador Econômico Autorizado (OEA). O primeiro trabalho consistiu em realizar um levantamento de todas as adequações por meio da pré-auditoria com uma empresa especializada.

A estrutura, Clia Pouso Alegre, conta com uma área total de 28 mil m², sendo 4 mil m² de área coberta – capacidade para 8 mil paletes –, 10 mil m² de pátio que permitem alocar 180 TEUS e 120 veículos e 180 m² destinados a produtos com temperatura controlada. Hoje, o Clia Pouso Alegre opera um total de 700 contêineres por mês entre fluxos de desova, ova e transferência rodoviária.

Segundo o gerente de Desenvolvimento de Negócios do Clia Pouso Alegre, Herbert Thomazella Zacatei, para a estruturação das iniciativas a companhia definiu um grupo de trabalho, com investimentos em adequações estruturais e funcionais das operações. “Os investimentos de estrutura para OEA já estão no budget de 2021”, resume.

O executivo afirma que as novidades geram mais garantia dos procedimentos operacionais e administrativos, bem como entrada de um grupo de empresas que também possui o selo de qualidade, o que possibilita operar com clientes que exigem ISO.

Divulgação

“Temos, com isso, a expectativa de aumentar a garantia do gerenciamento de risco junto aos órgãos anuentes e por consequência junto aos clientes, além da possibilidade de operação via DTA-Simplificada”, diz Zacatei.

O Clia Pouso Alegre iniciou suas operações em 2017 e desde setembro de 2020 conta com área comercial própria, o que ampliou a oferta de serviços e a possibilidade de prospectar projetos logísticos de importação e exportação.