Quarta-feira, 14 de abril de 2021 - 12h55
Vendemmia investe em três armazéns para atender setor de energia fotovoltaica
Empresa anuncia a inauguração de estruturas em São Paulo, Minas Gerais e Pernambuco para reforçar os serviços

A Vendemmia, que desde 2017 atua no segmento de energia fotovoltaica, aposta no seu conhecimento e capacidade de inovação para oferecer aos clientes um serviço de qualidade que contribua para investimentos inteligentes. Para isso, a empresa, que começou oferecendo o serviço de importação de placas fotovoltaicas, hoje atua com outras ofertas.

Para 2021, a Vendemmia revela que tem em seu planejamento a abertura de três armazéns em São Paulo, Minas Gerais e Pernambuco, aumentando sua presença geográfica e capacidade no território nacional. Dois desses espaços, em Minas Gerais e Pernambuco, já foram pensados inclusive para atender parte da crescente demanda dos clientes provenientes de energia solar.

O portfólio de soluções é amplo e, além de importar, a companhia também armazena e transporta os equipamentos e peças usados nas operações e oferece toda a gestão do serviço logístico, podendo fazer inclusive a montagem dos kits fotovoltaicos vendidos por alguns distribuidores dentro de espaços da própria Vendemmia. Mais recentemente, em acordo junto à Essentia – que pertence à Patria Investimentos –  a Vendemmia também passou a fazer a completa gestão logística para grandes projetos de usinas solares.

“O crescimento da energia solar não tem mais volta. O Brasil, como um país tropical, tem um enorme potencial para ser líder nesse setor. Além disso, com o nosso tamanho territorial, nem sempre é possível levar energia a locais mais distantes, onde esse tipo de energia tem crescido bastante. Nesses casos específicos, a inteligência logística se faz ainda mais necessária para não onerar a operação”, diz o sócio-fundador da Vendemmia, Rafael Puglia.

O executivo explica que uma operação de geração de energia solar requer um grande volume de caminhões e contêineres. Isso, comtinua, encarece o custo logístico e faz o processo muito complexo.

“Acredito que nossa forte experiência nessa área nos dá força competitiva. Já trabalhamos em projeto de difícil acesso e com alta complexidade e sabemos que essa inteligência e conhecimento são aliados importantes. A parte logística de um projeto de energia solar já não é muito barata. Erros de cálculos ou falta de conhecimento das especificidades desse setor podem se tornar uma dor de cabeça e gerar custos desnecessários para o cliente”, afirma Puglia.