Segunda-feira, 12 de julho de 2021 - 12h19
eProfessional Tecnologia e TradeLens desenvolvem sistema de integração
Solução conecta terminais, portos e transportadoras e faz a comunicação em tempo real do caminho que o contêiner segue até seu destino

A eProfessional Tecnologia da Informação, empresa que atua no desenvolvimento de sistemas ligados à logística de comércio exterior, firmou um acordo junto à TradeLens, companhia do setor de supply chain, para oferecer uma solução de integração de terminais, portos e transportadoras que faze a comunicação em tempo real do caminho que o contêiner segue até seu destino.

O analista de sistemas da eProfessional Tecnologia, responsável pelo desenvolvimento de projetos para terminais e portos, Eduardo Valeriano da Silva, explica que a adoção da tecnologia blockchain teve por objetivo unificar toda a integração de informações e das empresas na cadeia logística de transporte, envolvendo desde a empresa exportadora até o cliente final, o importador. “Nosso sistema proporciona a integração das informações para uma rastreabilidade total, do início ao fim do processo.”

O sistema da eProfessional conta o módulo Sister, que é a ferramenta para gestão de terminais de contêineres vazios e tem como finalidade, gerenciar os processos que envolvem este tipo de negócio.

Silva ressalta que a plataforma executa 120 serviços diferentes para todo o processo de monitoramento do transporte de cargas. Uma de suas funções é promover a integração das informações fornecidas por exportadores e transportadoras com o sistema da TradeLens que, na sequência, integra os dados das transportadores de cargas. “Com nossa solução, exportadores de destaque do Brasil poderão rastrear a carga até a entrega do container vazio de volta ao porto”, detalha.

Para o executivo, um dos principais destaques da plataforma da eProfessional é a ferramenta automatizada denominada Integra, que faz o processamento da integração da informação como dados do contêiner, tipo do contêiner, placa de caminhão, data e hora de saída até a chegada no terminal de cargas, registra e transmite esses dados para a plataforma da TradeLens, que vai fazer o rastreamento do transporte marítimo.