Terça-feira, 13 de julho de 2021 - 16h06
Solução da Neogrid melhora distribuição e estoque de marca portuguesa de jeans
Tecnologia reduziu a ruptura e aumentou o giro da companhia Salsa

A Salsa, marca de jeans portuguesa que conta com 200 pontos de vendas na Europa, canal de venda online e 1.500 pontos em lojas multimarcas, buscou a tecnologia da brasileira Neogrid, para melhorar a distribuição de suas peças. Estoques desnivelados, soluções que geravam planilhas estáticas e análises manuais que tomavam muito tempo da equipe eram alguns dos principais problemas da empresa.

A solução aplicada foi o DRP, que conta com os componentes Replenishment e Allocation, responsáveis pela agilidade e precisão no planejamento de distribuição e reposição para o varejo. O objetivo principal é o aumento na margem de lucro e a fidelização de clientes por meio da diminuição da ruptura e do excesso de estoque.

O sistema da Neogrid utiliza inteligência artificial para calcular a demanda real e reajustar a previsão de estoque feita para o mês conforme a venda em loja, provendo para o varejista insights e estratégias de reposição com base na análise de dados.  O DRP ainda faz previsões caso a caso para cada ponto de venda, levando em consideração as diferenças de comportamento de cada produto em loja e locais de estoque. Além disso, gestão de eventos como promoções, variação de preços, estratégias da empresa e câmbio também podem ser inseridos conforme a necessidade de cada empresa.

“Minha grande dificuldade com a plataforma que utilizávamos era que faltava a ela inteligência, ela era estática”, destaca Ana Esteves, diretora de Supply Chain da Salsa. “Tínhamos reuniões semanais para análises. Todo o trabalho era humano e muitas vezes não tínhamos a agilidade necessária na tomada de decisão. Com o sistema da Neogrid ficou mais fácil porque a inteligência artificial analisa os dados com agilidade e nos aponta para onde e o quanto de produtos temos de enviar para as lojas”.

De acordo com a executiva, um dos principais ganhos com o DRP foi o nivelamento correto dos estoques. “Todas as segundas-feiras temos uma reunião de trabalho e em todas as semanas tínhamos a mesma reclamação, que dava conta da falta de produtos em estoque ou do excesso mesmo das peças mais vendidas. Depois que implementamos a ferramenta e passamos a utilizar os insights que ela fornece, esse problema reduziu drasticamente e isso trouxe mais confiança para a equipe”, completa Ana.