Segunda-feira, 23 de agosto de 2021 - 15h14
RaiaDrogasil implanta novo TMS da Manhattan Associates
Empresa é a primeira no mundo a adotar a solução

A rede de farmácias RaiaDrogasil iniciou, neste mês de agosto, a implementação do Manhattan Active Transportation Management, TMS da Manhattan Associates. A empresa é a primeira no mundo a adotar a nova solução. A implementação deve acontecer em quatro fases e a expectativa é que a primeira esteja finalizada em apenas dez semanas.

A RaiaDrogasil conta com onze centros de distribuição e mais de 2.300 lojas por todo o Brasil e precisava de uma solução que atendesse à complexidade das suas operações de logística e transporte. Com o TMS omnichannel da Manhattan, um dos principais ganhos é ter em um único sistema o suporte para todos os canais: lojas, e-commerce e marketplace.

Para o diretor de Supply Chain da RaiaDrogasil, Erivelton Oliveira, a aquisição era necessária para dar suporte ao crescimento da rede. “Com as nossas operações de e-commerce crescendo exponencialmente, era crucial que nós escolhêssemos uma solução com tecnologia avançada, adequada para o tamanho e a complexidade da nossa operação”.

De acordo com a própria Manhattan Associates, o Manhattan Active Transportation Management é um sistema abrangente que gerencia a cadeia de transportes do começo ao fim. A tecnologia da empresa vai desde a modelagem da malha viária para melhor tomada de decisão estratégica até a automatização de processos, agendamentos e despachos.

Para o diretor de Vendas e Customer Success da Manhattan Associates Brasil, Marco Beczkowski, as duas principais vantagens para a rede de farmácias são a visibilidade, já que com o TMS todas as informações de rastreamento serão integradas, e a otimização da ocupação e roteirização dos caminhões. “Com mais visibilidade e otimização, a empresa consegue ter controle sobre toda a operação de logística e transporte”, aponta o executivo.

A RaiaDrogasil já trabalhava desde 2016 com o warehouse management system (WMS) da Manhattan Associates. A aquisição do TMS deve deixar a operação ainda mais ágil e inteligente, com interação mais eficiente entre os processos e sem barreira de sistemas. “Quando a logística funciona muito bem, isso impulsiona as vendas e mantém os custos baixos, o que permite ter os produtos mais baratos e consequentemente vender mais”, finaliza Beczkowski.