Segunda-feira, 20 de setembro de 2021 - 10h18
Iveco apresenta o Iveco Tector Auto-Shift Coletor
Câmbio foi desenvolvido junto aos clientes e recebeu uma série de reforços e modificações pensando na robustez necessária para a operação

A Iveco disponibiliza para o segmento de coleta de resíduos o Iveco Tector Auto-Shift Coletor, caminhão com transmissão automatizada. Esse novo câmbio foi desenvolvido e testado em conjunto com clientes na operação real de coleta de resíduos recebendo uma série de reforços e modificações pensando na robustez necessária para a operação.

Dentre as modificações, destaque para os reforços em latão no garfo dos varões internos, garfo de acionamento da embreagem mais robusto, platô de embreagem específico para a missão coleta, caixa planetária reforçadas com arruelas de bronze para maior durabilidade e novos materiais de engrenagem aumentando a força do conjunto. O sistema é composto por dez velocidades, que proporciona, segundo a empresa, cerca de 20% de redução de consumo de combustível na operação se comparado à transmissão automática, e tem 12 funções, sendo quatro exclusivas da marca.

Uma das funções mais utilizadas nesse tipo de operação é o Hill-Holder, item de série no produto, que garante a partida do veículo em ladeiras. Por meio de sistemas eletrônicos, quando o motorista tira o pé do pedal de freio o veículo automaticamente mantém o sistema de freio ativo e assim que o pedal do acelerador é acionado, o veículo encontra a rotação e o torque ideal do motor e libera o sistema de freio para uma partida em segurança para o motorista e sua equipe.

O diretor de Marketing da Iveco para a América do Sul, Bernardo Pereira, destaca a representatividade do segmento de coleta para o mercado de transportes, para a sociedade e para a sustentabilidade. “Nossa estratégia é nos aproximarmos de nichos de mercado com esse perfil, vocacional, para conquistarmos espaço com produtos desenvolvidos com foco em quem atua diretamente nessas áreas.”

O executivo ressalta que um bom exemplo disso é a transmissão Auto-Shift que foi projetada para atender as peculiaridades da operação de coleta de resíduos com robustez e a garantia de termos o melhor conjunto para esse setor. “Além da parte comercial, estamos colaborando para que esse tipo de operação seja mais eficaz, segura e rentável e proporciona benefícios para todos os envolvidos, incluindo para o meio-ambiente”, diz Pereira.

Características

O Iveco Tector Auto-Shift Coletor é equipado com o motor NEF n67, da FPT Industrial, com 300cv e 1.050Nm de torque. Disponível em duas configurações de entre-eixos, para aplicações 4x2 e 6x2.

Para o desenvolvimento, a montadora informa que foram mais de 30 mil horas de testes e reuniões com gestores de frota, motoristas e mecânicos que atuam com coleta urbana. Com base nisso, a marca desenvolveu o modelo a partir do Tector, que tem versões entre 9 e 31 toneladas.

“Aplicamos os melhores conceitos de engenharia do mercado em componentes como o eixo-trativo. Reforçamos diversos componentes e adotamos o sistema de controle de tração ASR para ampliar a segurança do usuário. Outro ponto importante é que a transmissão vem com duas marchas ré. Ao analisar o uso do caminhão na operação, ficou claro que a utilização da ré é intensa e, por isso, aplicamos essa evolução. Quando a ré é utilizada, o modelo tem disponível o modo manobra que é uma funcionalidade que permite ao motorista focar na direção, sem precisar se preocupar com os pedais”, explica o gerente de Marketing de Produto da Iveco, Alexandre Jordão.

Divulgação

Destaque ainda para o eixo traseiro reforçado, para o sistema de freio, que teve incremento de potência, e para as molas reforçadas. Para complementar, o novo parachoque curto permite um ângulo de ataque maior e melhora o acesso às áreas acidentadas.

Jordão ressalta que o Tector Auto-Shift Coletor está preparado para atender ao mercado de coleta de resíduos com capacidade para implementos de 15 a 19 m³, sendo este último na versão 6x2 pusher.

O Iveco Tector Auto-Shift Coletor vem equipado de série com vidros elétricos, coluna de direção com regulagem de altura e profundidade e banco do motorista pneumático, além dos itens de segurança como controle de tração e hill-holder. O ar-condicionado e rádio são itens opcionais.