Sexta-feira, 1 de outubro de 2021 - 11h41
Andrade Cavaletti comemora 25 anos com projeção de crescimento
Companhia faz um balanço de sua história, analisa o mercado e planeja investimentos para reforçar a operação

A Andrade Cavaletti comemora os 25 de atuação no mercado, relembra os pontos de virada da companhia ao longo dos anos, faz um balanço da atual situação do mercado, projeta as ações e divulga investimentos.

A companhia, que movimenta produtos refrigerados e congelados e iniciou a atuação como uma transportadora primária e evoluiu até chegar à posição atual como operador logístico, hoje conta com três centros de distribuição (CDs) – Aparecida de Goiânia (GO), Brasília e Uberlândia (MG) – e um Transit Point (TSP) em São Paulo, que opera como um terminal de consolidação de cargas coletadas no estado com destino às demais filiais da empresa.

O diretor de Operações da Andrade Cavaletti, Fernando Cavaletti, aponta que alguns pontos foram fundamentais para a virada da companhia ao longo do tempo. Ele destaca, por exemplo, a manutenção de um mesmo cliente desde o início das operações, a evolução quanto à segurança do trabalho, o investimento em gestão – com a contratação de consultorias em Recursos Humanos e Gestão de Negócios – e a troca em 2013 da composição acionária, que, de acordo com o executivo, trouxe expertise e fomentou a expansão operacional da empresa.

Divulgação

“Temos um setor mais organizado e empresas trabalhando com os mesmo parâmetros. Vem muita evolução, pois os profissionais irão se desenvolver e teremos mais cobrança por qualidade e rapidez nas entregas. O emprego da tecnologia é uma oportunidade para evoluirmos e precisamos focar em gente. Temos que nos preocupar com as pessoas e vamos evoluir nesse sentido”, pontua Cavaletti.

O executivo ressalta que o quadro de funcionários é estratégico para a empresa. Segundo números divulgados pelo diretor, quando comparado o ano de 2020 com o de 2019 o crescimento de funcionários foi de 10%, enquanto de 2021 para 2020 o índice deverá chegar a 12%.

Iniciativas

Para acompanhar as novidades e atender as demandas, o diretor de Operações já projeta algumas ações. Entre elas, ele cita o aprimoramento do sistema de gestão de entregas da companhia, o TAC On-line. Em fase de implantação, a melhoria tem a previsão de entrar em operação no próximo ano. “A informação em tempo real diminuirá nosso tempo de resposta ao cliente”, resume.

Outras ações já estão em planejamento, como a expansão do CD de Brasília, prevista para ser iniciada em 2022. Hoje, a estrutura conta com 2,200 posições-palete, 90 tomadas e movimenta 4.500 toneladas por mês de produtos refrigerados e congelados.

Além disso, Cavaletti divulga que a companhia planeja ampliar a frota de veículos, tanto a empregada no serviço de transferência quanto a utilizada nas operações de distribuição. “O mercado de logística está cada fez mais profissional. Como operadores no mercado de refrigerados, vamos direcionar as ações para sermos cada vez ainda mais efetivos”, destaca.

As perspectivas são otimistas. Sem revelar números consolidados, o diretor de Operações garante que a companhia este ano irá computar um número expressivo de crescimento no faturamento.

O executivo finaliza dizendo que a empresa acompanha a evolução do setor hoje, que cada vez mais vem buscando aprimoramento e acelerando os processos de profissionalização.