Ibovespa
127.652,06 pts
(-1,39%)
Dólar comercial
R$ 5,59
(1,89%)
Dólar turismo
R$ 5,79
(1,73%)
Euro
R$ 6,09
(1,54%)

Mercedes-Benz registra crescimento nas exportações de caminhões e ônibus

Empresa exportou mais de 11 mil veículos comerciais para outros mercados em 2021
Por Redação em 4 de março de 2022 às 12h30
Mercedes-Benz registra crescimento nas exportações de caminhões e ônibus

A Mercedes-Benz do Brasil registrou 77% de crescimento nas exportações de caminhões em 2021 na comparação com o ano anterior. Nos doze meses do ano passado, a empesa enviou 8.026 unidades para países da América Latina e de mercados overseas, como o Mena (Oriente Médio e Norte da África), frente a 4.530 caminhões em 2020.

A empresa também exportou 3.129 chassis de ônibus para esses mercados, o que representa mais de 13% de crescimento na comparação com as 2.761 unidades de 2020. No total, a Mercedes-Benz do Brasil exportou 11.155 veículos comerciais em 2021, com incremento de 53% nas vendas sobre o ano anterior.

“Esses números consolidam a Mercedes-Benz do Brasil como uma das maiores exportadoras de veículos comerciais do país, reafirmando uma tradição de mais de 60 anos de vendas de seus ônibus e caminhões para o mercado internacional”, diz Achim Puchert, presidente da Mercedes-Benz do Brasil & CEO América Latina. “Apesar dos desafios de abastecimento e logística, em conjunto com nossos parceiros focamos em fortalecer ainda mais nosso negócio de exportação”.

Em 2021, a Mercedes-Benz do Brasil mais do que dobrou o volume de exportação de caminhões para países do Mena, alcançando 117% de crescimento em comparação ao ano anterior. Foram 571 caminhões embarcados no ano passado, frente a 263 de 2020. “Nossa expectativa é alcançar, em 2022, o recorde nas exportações de caminhões para mercados overseas dos últimos 20 anos”, projeta Puchert.

A Mercedes-Benz também alcançou um expressivo crescimento de 243% nas vendas de caminhões para países da América Latina, excetuando-se a Argentina, que é atendida pela área de mercados overseas. Foram 2.810 caminhões para mercados da região no ano passado, frente a 819 de 2020. Em relação a chassis de ônibus, foram exportadas 821 unidades, cerca de 78% a mais em relação às 462 unidades do período anterior.

“Alcançar mais do que o dobro de crescimento nas exportações de caminhões para esse mercado reflete a recuperação muito forte em países como Chile, Peru e Colômbia, devido à alta de preço das commodities no mercado internacional, o que traz muitas vantagens para o agronegócio e a mineração”, ressalta Jens Burger, diretor geral do Centro Regional Daimler América Latina, unidade localizada junto à fábrica da Mercedes-Benz do Brasil em São Bernardo do Campo, no ABC Paulista.

“No caso do segmento de ônibus, os efeitos da pandemia, como a redução no número de passageiros, tornam a retomada da normalidade do mercado mais lenta”, diz Burger. “Mesmo assim, registramos o incremento de quase 78% nas nossas exportações de chassis Mercedes-Benz. Assim como no Brasil, o setor de fretamento também teve papel importante nas vendas de ônibus na região”.

Usamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência, analisar estatísticas e personalizar a publicidade. Ao prosseguir no site, você concorda com esse uso, em conformidade com a Política de Privacidade.
Aceitar
Gerenciar