Ibovespa
119.777,21 pts
(-0,31%)
Dólar comercial
R$ 5,37
(-0,73%)
Dólar turismo
R$ 5,58
(-0,22%)
Euro
R$ 5,76
(-1,35%)

Transição energética no mar e seus impactos econômicos serão debatidos em seminário no Rio

Secretário-Geral da IMO, Arsênio Dominguez Velasco, participa do encontro, sediado por BNDES e FGV
Por Redação em 12 de abril de 2024 às 10h04
Transição energética no mar e seus impactos econômicos serão debatidos em seminário no Rio
Foto: Reprodução / Pixabay
Foto: Reprodução / Pixabay

O Rio de Janeiro sediará nos dias 29 e 30 de abril o seminário Transição Energética no Mar: Desafios e Oportunidades para o Brasil, organizado pelo BNDES, Fundação Getulio Vargas e Marinha do Brasil, com apoio de 36 instituições públicas e privadas. O evento terá como objetivo promover um amplo debate sobre os desafios para alcançar a meta da International Maritime Organization (IMO), organismo da ONU reguladorda navegação global, que atualizou sua estratégia para alcance do Net Zero de emissões na navegação mundial por volta de 2050. Também estarão em pauta os impactos sobre diversos setores da economia brasileira; a busca pelos combustíveis verdes; o papel da indústria e da tecnologia; os corredores verdes e o comércio exterior.

A abertura do evento contará com a presença do Secretário-Geral da IMO, Arsênio Dominguez Velasco, e terá a presença de representantes dos governos federal, estadual e municipal. O primeiro dia de debates (segunda-feira, 29/4) acontecerá no auditório do BNDES, a partir das 9h, com transmissão ao vivo pelo canal de YouTube do BNDES. O segundo dia (terça-feira, 30/4) será no auditório da FGV, também a partir das 9h, com transmissão ao vivo pelo canal de YouTube da FGV. Ambos terão tradução simultânea em inglês e espanhol.

O transporte marítimo é responsável por cerca de 3% das emissões de gases de efeito estufa no planeta. Em 2023, a IMO (International Maritime Organization), organismo da ONU que regula a navegação global, revisou a estratégia para mitigação de emissões no mar, com etapas de redução de até 30% de GHG em 2030 e até 80% em 2040, e uma penalização sobre as emissões do transporte marítimo a partir de 2027, a qual garantirá a execução da estratégia e alcance da meta Net Zero por volta de 2050.

Essa alvo ambicioso exigirá uma profunda mudança em diversos aspectos do transporte naval: novos combustíveis, evolução no design dos navios, substituição ou retrofit da frota mais antiga, adaptações nos portos e estaleiros, mudanças nos custos dos fretes, entre outras. Para realizar essa transição e manter – ou ganhar – competitividade, cada país necessitará de um esforço concentrado, unindo governos, iniciativa privada, academia e agentes financiadores.

A abertura do evento contará com a presença do Secretário-Geral da IMO, Arsênio Dominguez Velasco, e terá a presença de representantes dos governos Federal, Estadual e Municipal. O primeiro dia de debates (segunda-feira, 29/04) acontecerá no auditório do BNDES, a partir das 9h. O segundo dia (terça-feira, 30/04) acontecerá no auditório da FGV, também a partir das 9h. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas neste link

Usamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência, analisar estatísticas e personalizar a publicidade. Ao prosseguir no site, você concorda com esse uso, em conformidade com a Política de Privacidade.
Aceitar
Gerenciar