Ibovespa
125.148,07 pts
(-0,34%)
Dólar comercial
R$ 5,13
(-0,74%)
Dólar turismo
R$ 5,34
(-0,93%)
Euro
R$ 5,49
(-0,27%)

Governo Federal deve garantir R$ 6 bi para infraestrutura nos primeiros 4 meses do ano

Ministro dos Transportes apresentou balanço da gestão em audiência pública organizada por comissão na Câmara dos Deputados
Por Redação em 13 de abril de 2023 às 11h10 (atualizado às 11h22)
Governo Federal deve garantir R$ 6 bi para infraestrutura nos primeiros 4 meses do ano

O governo federal deve garantir aproximadamente R$ 6 bilhões em investimentos para infraestrutura somente no primeiro quadrimestre do ano. Esse valor já é superior ao orçamento total aplicado em 2022 no setor, segundo o ministro dos Transportes, Renan Filho, que participou nesta quarta-feira (12) de uma audiência pública na Comissão de Viação e Transportes da Câmara dos Deputados.

Os investimentos serão realizados na manutenção de infraestrutura dos modais e em novos empreendimentos. Até o fim do ano, a pasta deve empenhar cerca de R$ 23 bilhões no setor.

"Para chegar ao total previsto, estamos reativando os contratos, intensificando os esforços para retomar as grandes obras no país. Nós também vamos trabalhar nas concessões rodoviárias e ferroviárias. Ampliar o modal ferroviário no brasil é muito importante para o crescimento do país", disse o ministro.

LEIA MAIS: Diretora da CNT aponta falta de infraestrutura no Brasil como grande desafio do setor de logística

Aos deputados, o ministro apresentou o planejamento para os primeiros meses de gestão. São cinco pontos principais: revitalização, retomada e intensificação de obras rodoviárias e ferroviárias; prevenção de acidentes e redução de mortes nas rodovias federais, medidas para escoamento da safra de grãos, pronto atendimento para emergências climáticas e nas ações de fortalecimento para atração de investimento privado.

Desde o início até o momento, o Ministério dos Transportes já empenhou R$ 3,3 bilhões em diversas obras pelo país. Foram 2.158 quilômetros duplicados, adequados, pavimentados e revitalizados de rodovias. Ambos os números superam as metas iniciais, que eram, respectivamente, de R$ 1,7 bilhão e 1.523 quilômetros.

"Todas as obras em andamento de recuperação, construção e adequação das rodovias foram discutidas com os governos estaduais. Esse diálogo com os gestores locais é importante pois ajuda o próprio ministério a ter um bom desempenho na execução", completou.

Usamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência, analisar estatísticas e personalizar a publicidade. Ao prosseguir no site, você concorda com esse uso, em conformidade com a Política de Privacidade.
Aceitar
Gerenciar