Ibovespa
129.110,38 pts
(-0,16%)
Dólar comercial
R$ 5,43
(-0,30%)
Dólar turismo
R$ 5,64
(-0,30%)
Euro
R$ 5,92
(-0,27%)

Rede Pernambucanas assume parte de sua operação de transporte

Processo de abastecimento de loja passa a ser feito por meio de frota própria; meta é que 25% dos ativos sejam da companhia
Por Redação em 28 de abril de 2022 às 11h46 (atualizado em 29/04/2022 às 20h04)
Rede Pernambucanas assume parte de sua operação de transporte

A Pernambucanas, marca varejista nacional, anuncia que parte de seu processo de abastecimento de loja passa a ser feito por meio de frota própria. Com a novidade, a empresa revela que vai garantir mais agilidade e pontualidade em toda a sua operação de logística e entrega de produtos. A frota própria irá representar 25% da total e parte desses veículos serão 100% elétricos.

 Segundo a companhia, o projeto faz parte de seu planejamento estratégico e engloba o tripé de sustentabilidade, com modelos de desenvolvimento que aliem prosperidade econômica, equilíbrio social e o uso consciente dos recursos ambientais. Na esfera social, visa contribuir com a geração de empregos, pois tanto os motoristas da frota própria quanto os ajudantes que auxiliam o descarregamento serão contratados pela marca. Já na ambiental, com a aquisição dos veículos elétricos, o foco será a redução das emissões de gases poluentes como, por exemplo, o CO2. O viés econômico também é impactado no que se refere à redução dos custos de frete.

 Vale lembrar que desde o último mês de março a frota de 36 caminhões é utilizada para atender a demanda de mais de 100 cidades de São Paulo, além de outras fora do estado, tendo como ponto de partida o centro de distribuição (CD) da Pernambucanas, localizado em Araçariguama (SP).  

A empresa ressalta que os caminhões elétricos tem autonomia para rodar até 300 quilômetros.

“A iniciativa fortalece a autonomia da companhia possibilitando a tomada de decisão de forma rápida e simples. E vem de encontro ao nosso aperfeiçoamento do e-commerce, especialmente com uma demanda maior, além de ter um processo de entrega melhor e mais agilizado”, afirma o CEO da Pernambucanas, Sergio Borriello.  

 A companhia revela que também adotou quatro baús intercambiáveis móveis (BIM), que são acoplados em um caminhão que sai do CD. Ao chegar em determinado destino, os baús são redistribuídos entre outros três caminhões. A partir disso, os quatro veículos seguem em direção a diferentes lojas.

Usamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência, analisar estatísticas e personalizar a publicidade. Ao prosseguir no site, você concorda com esse uso, em conformidade com a Política de Privacidade.
Aceitar
Gerenciar