Ibovespa
122.243,42 pts
(-0,32%)
Dólar comercial
R$ 5,45
(1,16%)
Dólar turismo
R$ 5,65
(1,05%)
Euro
R$ 5,84
(0,96%)

Hidrovias do Brasil lança Relatório de Sustentabilidade 2021

Documento destaca as iniciativas da companhia focadas em desenvolvimento social local e inovações para redução de emissões gases de efeito estufa
Por Redação em 13 de junho de 2022 às 12h00 (atualizado às 17h21)

A Hidrovias do Brasil lançou, neste mês de junho, seu primeiro Relatório de Sustentabilidade, construído dentro das normas de relato da Global Reporting Initiative (GRI), que representa mais um passo na jornada de sustentabilidade da companhia.

O grande destaque do relatório é para o principal diferencial competitivo e de sustentabilidade da companhia, a utilização do modal hidroviário, que tem menor impacto socioambiental quando comparado aos modais de transportes terrestre. Cada comboio de 25 barcaças utilizado pela Hidrovias do Brasil no transporte de commodities, por exemplo, corresponde a aproximadamente 1.200 caminhões retirados das rodovias, transportando muito mais carga com menos combustíveis e menos emissões.

Segundo o Inventário de Gases de Efeito Estufa Ano Base 2021 da companhia, com dados apresentados no GRI, a Hidrovias do Brasil evitou, com sua atuação na Região Norte do Brasil, a emissão de 2.110 toneladas de CO2 equivalente por quilômetro útil por mês. Com a atuação no Corredor Sul (Hidrovia Paraná-Paraguai), a companhia evitou outras 2.500 toneladas de CO2 equivalente por quilômetro útil por mês. A Hidrovias do Basil também tem avançado em soluções inovadoras para redução de emissões, olhando para questões como mudança da matriz energética e de combustíveis.

Além disso, em 2021 a companhia investiu mais de R$ 4 milhões em iniciativas sociais para contribuir com o desenvolvimento das comunidades onde atua, no Brasil, Paraguai e Uruguai. Os principais pilares de atuação da companhia em investimento social privado são emprego e renda, educação e desenvolvimento local.

O relatório também lança luz à conclusão do planejamento de sustentabilidade da companhia, com a definição de metas de curto, médio e longo prazo criadas por meio de diretrizes estratégicas, com participação ativa do CEO, diretoria executiva e aprovação pelo Conselho de Administração. As metas foram publicamente apresentadas em 24 de maio.

Usamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência, analisar estatísticas e personalizar a publicidade. Ao prosseguir no site, você concorda com esse uso, em conformidade com a Política de Privacidade.
Aceitar
Gerenciar