Ibovespa
122.636,96 pts
(1,07%)
Dólar comercial
R$ 5,39
(-0,92%)
Dólar turismo
R$ 5,60
(-1,09%)
Euro
R$ 5,79
(-0,51%)

Presidente da MSC se encontra com Lula e anuncia planos de investimento no Brasil

O presidente brasileiro agradeceu à MSC por seu investimento no país e destacou os esforços de seu governo para impulsionar o mercado interno e combater a pobreza e a desigualdade
Por Redação em 13 de maio de 2024 às 7h12
Presidente da MSC se encontra com Lula e anuncia planos de investimento no Brasil
Foto: Divulgação/MSC
Foto: Divulgação/MSC

Em uma reunião realizada em Brasília, o presidente do grupo italo-suíço MSC, Diego Aponte, comunicou ao presidente brasileiro, Luiz Inácio Lula da Silva, sobre os planos da empresa para realizar novos investimentos no país sul-americano.

Aponte revelou ao mandatário que esses investimentos serão direcionados para "modernizar a infraestrutura portuária" no setor de cruzeiros e "desenvolver novos negócios", incluindo o setor aéreo, o que deve beneficiar o segmento logístico do país, conforme informou a Presidência brasileira em comunicado.

O presidente da MSC destacou o "potencial infinito" do Brasil devido ao seu "grande mercado interno em crescimento, sua estabilidade institucional e seu capital humano", e ressaltou que o país está assumindo "um maior protagonismo estratégico" para a companhia.

A MSC, conhecida por suas siglas 'Mediterranean Shipping Company', é o grupo líder mundial em transporte marítimo de mercadorias e também tem uma presença destacada no setor turístico por meio de sua subsidiária MSC Cruzeiros.

A reunião com Lula ocorreu no Palácio presidencial do Planalto e contou com a participação de outros executivos do grupo, assim como dos ministros da Presidência (Casa Civil), Rui Costa, e de Portos e Aeroportos, Silvio Costa Filho.

O presidente brasileiro agradeceu à MSC por seu investimento no país e destacou os esforços de seu governo para impulsionar o mercado interno e combater a pobreza e a desigualdade no Brasil.

Aponte expressou o compromisso da MSC em contribuir para o desenvolvimento econômico e a redução das desigualdades, alinhado com os objetivos prioritários do governo de Lula durante seu mandato, que terminará em janeiro de 2027.

Usamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência, analisar estatísticas e personalizar a publicidade. Ao prosseguir no site, você concorda com esse uso, em conformidade com a Política de Privacidade.
Aceitar
Gerenciar