Ibovespa
127.625,84 pts
(-0,03%)
Dólar comercial
R$ 5,60
(0,30%)
Dólar turismo
R$ 5,81
(0,28%)
Euro
R$ 6,10
(0,13%)

Frete do transporte de cargas terá aumento médio de 9,23%

Por Redação em 29 de janeiro de 2004 às 11h20 (atualizado em 09/05/2011 às 16h02)

Os fretes da carga rodoviária deverão sofrer um aumento médio de 9,23% a partir de fevereiro. A informação consta nos comunicados das entidades do transporte rodoviário de cargas, expedido após audiência com o ministro Antonio Palocci (da Fazenda). O reajuste é resultado dos repasse dos custos do setor a partir de maio (quando houve o último aumento de fretes) e do impacto do aumento da Cofins (Contribuição Social para Financiamento da Seguridade Social).

Geraldo Vianna, presidente da NTC&Logística (entidade que participou do encontro com o ministro da Fazenda), tinha esperanças que, na audiência, fosse possível encontrar uma forma de reduzir o impacto da Cofins. "Embora tenhamos avançado em outras questões que constavam da pauta, infelizmente isso não aconteceu", informa.

Custos - Além do impacto da Cofins, os transportadores deverão repassar para os fretes a variação dos custos a partir de maio. Antes mesmo da audiência com o ministro Palocci, as transportadoras já estavam decididas com relação ao repasse. Durante o encontro do Conselho Nacional de Estudos de Transportes Tarifas (Conet), órgão da NTC, resolveram, no entanto, adiar o reajuste e aguardar o resultado da audiência.

www.ntc.org.br

Usamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência, analisar estatísticas e personalizar a publicidade. Ao prosseguir no site, você concorda com esse uso, em conformidade com a Política de Privacidade.
Aceitar
Gerenciar