Ibovespa
123.779,54 pts
(-0,58%)
Dólar comercial
R$ 5,15
(-0,35%)
Dólar turismo
R$ 5,35
(-0,49%)
Euro
R$ 5,60
(-0,33%)

Sulog e Nova Fase implantam 1º centro automatizado de destroca de botijões de gás do país

Empresas investiram R$ 6 milhões na estrutura
Por Redacción el 14 de junio de 2023 a las 17h31
Sulog e Nova Fase implantam 1º centro automatizado de destroca de botijões de gás do país
Foto: Divulgação/Sulog
Foto: Divulgación/Sulog

A Suape Logística (Sulog), em parceria com o Grupo Nova Fase, inaugurou em seu pátio de triagem de caminhões, localizado no Complexo Industrial e Portuário de Suape, um exclusivo e inovador centro de destroca (CD) de botijões de GLP (Gás Liquefeito de Petróleo), popularmente conhecido como gás de cozinha. Esse é o primeiro CD do país com automação.

“A integração do sistema de 96 câmeras, plataforma tecnológica de reconhecimento de padrões e as linhas transportadoras de movimentação de vasilhames com separadores automáticos é, de fato, um projeto pioneiro e sem nada parecido até onde conhecemos no país”, disse Rodrigo Lengler, diretor de Tecnologia e Inovação da Nova Fase.

Foram investidos R$ 6 milhões no empreendimento, sendo R$ 5 milhões realizados pela Sulog nas instalações físicas numa área de 4 mil m² no interior ao seu pátio de triagem e mais R$ 1 milhão aportados pela Nova Fase em automação, sistema de esteiras, câmeras de monitoramento e estrutura operacional. A estimativa das empresas é que sejam processados entre 40 mil e 50 mil vasilhames por dia. O projeto gerou 70 empregos inicialmente.

De acordo com as empresas, o CD possibilita que os botijões vazios de diversas marcas, que chegam misturados nos caminhões que transportam esses vasilhames, sejam separados de forma automatizada antes de seguirem para envasamento nas companhias de gás que ficam instaladas na área primária do porto de Suape.

“Além dos benefícios indiretos de mobilidade urbana e racionalização de tráfego na região, traremos benefícios diretos junto aos terminais de distribuição de gás, conferindo agilidade, produtividade, foco e redução de custo em toda cadeia logística”, afirma Bruno César, diretor executivo da Sulog.

Além disso, o diretor executivo da Sulog garante que a estrutura também oferece ganhos sociais e de bem-estar aos transportadores que contarão com toda a infraestrutura de apoio destinada aos caminhoneiros oferecida pelo Pátio de Triagem da empresa.

Até o momento, as operações de destroca estavam sendo realizadas manualmente em pátios descobertos no interior da área portuária, onde os trabalhadores terceirizados manipulavam os botijões de forma precária, sem nenhum sistema ou processo visando garantir cumprimento de metas de saúde, segurança ocupacional e produtividade.

“No centro, os funcionários que realizam a destroca passarão de operações terceirizadas embaixo de sol e chuva, para uma operação centralizada, com todas as condições de qualidade e bem-estar”, ressalta Lengler.

Com o novo CD, a Suape diz que as companhias que envazam o gás ganharão agilidade no processo, os revendedores de GLP terão uma destroca muito mais rápida e os caminhões seguirão para o envase com os botijões já separados.

Utilizamos cookies y tecnologías similares para mejorar su experiencia, analizar estadísticas y personalizar la publicidad. Al acceder al sitio web, acepta este uso, de acuerdo con la Política de Privacidad.
Aceptar
Administrar