Ibovespa
127.652,06 pts
(-1,39%)
Dólar comercial
R$ 5,59
(1,89%)
Dólar turismo
R$ 5,79
(1,73%)
Euro
R$ 6,09
(1,54%)

Stolthaven Terminals do Brasil inaugura planta de geração de nitrogênio

Empresa afirma que agora pode gerenciar seu próprio fornecimento para suas operações, garantindo a confiabilidade contínua e eficiência do serviço
Por Redacción el 7 de septiembre de 2022 a las 11h54
Stolthaven Terminals do Brasil inaugura planta de geração de nitrogênio

A Stolthaven Terminals do Brasil, localizada no Porto de Santos (SP), abriu oficialmente sua própria planta de geração de nitrogênio. A companhia garante que é a primeira a operar em um terminal portuário no Brasil e a primeira da empresa a nível global. A planta foi será operada pela White Martins, representante da Linde.

A empresa ressalta que ao abrir sua planta de geração de nitrogênio pode gerenciar seu próprio fornecimento de nitrogênio para suas operações, garantindo a confiabilidade contínua e eficiência do serviço para os clientes. A iniciativa também apoia a estratégia global da Stolthaven Terminals de adotar soluções cada vez mais sustentáveis e inovadoras para melhorar continuamente sua operação.

O nitrogênio é um gás inerte, que atua como um estabilizador e equalizador de pressão, e é fundamental no armazenamento, carregamento e descarregamento de líquidos nos terminais portuários. Até antes do início das operações da planta, a Stolthaven Terminals do Brasil informa que adquiria seu nitrogênio por meio de fornecimento externo.

Agora, usando a tecnologia de adsorção por diferencial de pressão (PSA), a empresa poderá gerar nitrogênio para abastecimento próprio – em níveis de pureza acima de 98% – para cobrir a maior parte da capacidade total de tancagem de 150.000 m³ de seu terminal em Santos.

A planta de nitrogênio, anuncia a Stolthaven Terminals do Brasil, também tem alto grau de automação e monitoramento remoto, para garantir a continuidade do fornecimento, confiabilidade e segurança, mesmo durante períodos de manutenção.

Adicionalmente, a planta promoverá uma redução de 80% na movimentação de veículos de abastecimento nas instalações do terminal, o que diminuirá o consumo de combustível e, consequentemente, a emissão de gases de efeito estufa.

O gerente geral da Stolthaven Terminals Brasil, Marcelo Schmitt, diz que a iniciativa está em linha com a missão da companhia de ser o prestador de serviços de armazenagem mais respeitado pelos clientes, obtendo excelência nos serviços e operações sustentáveis e modernas. “Essa parceria com a White Martins coloca ambas as empresas na vanguarda tecnológica de suprimento de nitrogênio em terminais portuários.”

Já o diretor executivo de negócios da Brig, Mário Simon, acrescenta que a White Martins tem desenvolvido soluções customizadas para atender os mais diferentes setores da economia com foco nas necessidades de cada cliente, possibilitando confiabilidade e segurança nas operações.

“A parceria com a Stolthaven Terminals foi fundamental para desenvolvermos uma aplicação pioneira no Brasil de uma unidade Onsite, ou seja, construída dentro da área de produção do próprio cliente, em um terminal marítimo, que contribui diretamente para a redução de emissões de gases do efeito estufa”, pountua Simon.

Utilizamos cookies y tecnologías similares para mejorar su experiencia, analizar estadísticas y personalizar la publicidad. Al acceder al sitio web, acepta este uso, de acuerdo con la Política de Privacidad.
Aceptar
Administrar