Ibovespa
127.571,96 pts
(-1,46%)
Dólar comercial
R$ 5,58
(1,81%)
Dólar turismo
R$ 5,79
(1,69%)
Euro
R$ 6,08
(1,46%)

Sepetiba Tecon recebe nove Rubber Tyre Gantry Crane

Equipamentos reforçam a infraestrutura na retroárea e amplia capacidade de atendimento
Por Redacción el 2 de diciembre de 2022 a las 10h09
Sepetiba Tecon recebe nove Rubber Tyre Gantry Crane

O Sepetiba Tecon (RJ) divulga que recebeu nove novos Rubber Tyre Gantry Crane (RTGs), fabricados pela Kalmar, para reforçar sua infraestrutura na retroárea. Com os novos equipamentos, o terminal ressalta ainda que amplia sua capacidade de atendimento dando mais agilidade às movimentações de carga.

A previsão da companhia sé que os nove RTGs estejam 100% operacionais no primeiro trimestre de 2023.

Os equipamentos, informa a empresa, combinam tecnologia diesel e elétrica, são equipados com sistemas que trabalham de acordo com a energia exigida, spreaders elétricos e pneus que permitem pressão mínima no solo, o que gera menos emissões e ganho para o meio ambiente. Além disso, possuem direção automatizada que controla automaticamente os RTGs com um grau de precisão de centímetros, melhorando a eficiência operacional do terminal.

O Sepetiba Tecon informa que a aquisição, entre outros investimentos, faz parte do plano estratégico apresentado ao Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil (MTPAC)e à Companhia Docas do Rio de Janeiro (CDRJ), que prevê investimentos da ordem de R$ 560 milhões com o objetivo de alinhar o terminal às tendências e evolução do mercado marítimo de transporte de contêineres.

Segundo o diretor-presidente do Sepetiba Tecon, Pedro Brito, a tendência é que os armadores exijam, cada vez mais, instalações portuárias capacitadas para operar grandes navios com até 15 mil TEUs. A expectativa da empresa com os investimentos é fomentar o comércio exterior do Rio de Janeiro com diversos países e fazer do terminal o principal hub port para os navios de grande porte da região sudeste.

“Contamos com um dos maiores calados da Costa Leste da América do Sul e o maior da região sudeste, com 15,40 metross para entrada e saída de navios porta-contêineres. Além disso, temos autorização para receber os navios da classe New Panamax com até 367 m de comprimento e 52 m de largura. Todos os nossos esforços estão sendo direcionados para evoluir junto com as demandas do mercado”, pontua Brito.

Utilizamos cookies y tecnologías similares para mejorar su experiencia, analizar estadísticas y personalizar la publicidad. Al acceder al sitio web, acepta este uso, de acuerdo con la Política de Privacidad.
Aceptar
Administrar