Ibovespa
125.946,09 pts
(-1,14%)
Dólar comercial
R$ 5,12
(0,61%)
Dólar turismo
R$ 5,34
(0,76%)
Euro
R$ 5,45
(-0,23%)

TCP bate recorde duplo de produtividade em março

Resultado foi atribuído a investimentos em tecnologia, atualização de sistemas e ampliação de estrutura
Por Redacción el 23 de mayo de 2023 a las 8h11
TCP bate recorde duplo de produtividade em março
Foto: Divulgação/TCP
Foto: Divulgación/TCP

A TCP, empresa que administra o Terminal de Contêineres de Paranaguá, no Paraná, registrou dois recordes de produtividade no no último mês de março. A empresa atribuiu o resultado aos investimentos em tecnologia, atualização de sistemas e ampliação de estrutura.

Um deles é o número de passagens de contêineres no gate (entrada e saída de veículos). No mês, 42.322 contêineres acessaram o terminal, 1.028 a mais que o recorde anterior alcançado em agosto de 2019. 

Entre as melhorias que possibilitaram o resultado está o aplicativo destinado aos caminhoneiros. O app é uma alternativa on-line para a guia de agendamento impressa: através do celular, o caminhoneiro mostra o código QR Code e acessa o portão. O TCP GO também permite que o motorista acompanhe as alterações de datas e receba notificações atualizadas sobre a situação do terminal e das rodovias.

De acordo com o gerente de operações da TCP, Felipe de França, este recorde foi um momento histórico para a empresa. "A demanda de mercado aumentou e, na época, tínhamos duas pistas fechadas devido às expansões. Graças ao aperfeiçoamento do sistema e investimentos pesados em tecnologia, conseguimos superar a demanda e bater este recorde. Seguimos com obras nos gates para ampliar o atendimento".

Com o crescimento de mercado, citado por França, foi ampliada a entrada de contêineres, permitindo o alcance do segundo recorde: o aumento de volume de contêiner reefer (contêiner com controle de temperatura). Foram 21.356 TEUs (medida para 20 pés de comprimento de contêiner) movimentados, número alcançado um mês após o último recorde do setor (20.810 movimentados). Quase 100% dos reefers utilizados no terminal são para o transporte de proteína congelada, sendo a maioria de frango (82%) e boi (12%). Segundo o sistema de dados Dataliner, entre os estados líderes em exportação estão o Mato Grosso, com carne bovina; e o Paraná, com frango congelado. 

Para permanecer na liderança, até o final de 2023 o pátio reefer passará por um aumento de 43%. Guidolim comenta que "de 3.572 tomadas iremos para 5.126, o que nos mantém na liderança como a maior área reefer entre os terminais brasileiros. Para garantir a excelência nas novas tomadas, foi construída uma subestação de energia própria e a aquisição de 11 novos guindastes do tipo RTG (Rubber Tyred Gantry), que serão entregues até o final do ano".

LEIA TAMBÉM:

Tags tcp portos
Utilizamos cookies y tecnologías similares para mejorar su experiencia, analizar estadísticas y personalizar la publicidad. Al acceder al sitio web, acepta este uso, de acuerdo con la Política de Privacidad.
Aceptar
Administrar