Ibovespa
124.780,74 pts
(-0,44%)
Dólar comercial
R$ 5,26
(1,53%)
Dólar turismo
R$ 5,49
(1,72%)
Euro
R$ 5,59
(1,49%)

Crise no Mar Vermelho: Um novo obstáculo para a África

O conflito ameaça a estabilidade econômica e geopolítica do continente africano
Por Redação em 8 de março de 2024 às 11h37
Crise no Mar Vermelho: Um novo obstáculo para a África
Foto: Reprodução/Pixabay
Foto: Reprodução/Pixabay

Os países africanos enfrentam uma nova crise com a agitação no Mar Vermelho, em meio aos efeitos persistentes da COVID-19 e da guerra na Ucrânia. O conflito levanta sérias implicações econômicas que podem afetar as rotas comerciais e as cadeias de suprimentos, trazendo consigo uma série de desafios para a região.

Segundo um relatório do Instituto de Estudos de Segurança, um órgão da ONU focado em políticas de segurança humanitária na África, embora as interrupções atuais afetem principalmente as rotas comerciais entre a Europa e a Ásia, os países africanos não ficarão imunes às repercussões.

Impactos no comércio marítimo internacional
O Mar Vermelho é crucial para o comércio mundial, com aproximadamente 12% do comércio global e 30% do tráfego global de contêineres passando por lá anualmente. A situação atual, com a seca no Canal do Panamá e o bloqueio no Mar Negro, complica ainda mais a dinâmica da navegação. Mais de 18 linhas marítimas já estão evitando o Canal de Suez, o que afeta as rotas comerciais.

Questões geopolíticas
O conflito no Mar Vermelho poderia intensificar as tensões entre o Irã, Estados Unidos e Reino Unido, o que poderia aumentar os conflitos em locais como Iraque e Líbano. Além disso, as disputas na Somália, Etiópia e Egito relacionadas ao porto de Bab-el-Mandeb também representam ameaças significativas para a região.

Aumento de custos
A instabilidade no Mar Vermelho poderia induzir aumentos na inflação devido a pressões nos custos de insumos da Ásia e do Oriente Médio, bem como a um possível aumento nos preços das matérias-primas. Isso representa uma ameaça para as economias africanas, que já estão sob pressão devido à COVID-19 e à falta de financiamento externo.

Países africanos que poderiam se beneficiar
Apesar dos desafios, alguns países africanos como Maurício, Madagascar e Namíbia, poderiam obter benefícios estratégicos devido à sua localização nas rotas marítimas entre a Ásia e a Europa. A África do Sul também poderia se beneficiar devido à sua infraestrutura portuária e logística avançada.

Em resumo, a crise no Mar Vermelho apresenta desafios significativos para a África, mas também pode abrir oportunidades para alguns países na região. No entanto, a incerteza geopolítica e econômica representa sérios riscos para a estabilidade e o desenvolvimento de longo prazo do continente.


LEIA TAMBÉM:

Usamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência, analisar estatísticas e personalizar a publicidade. Ao prosseguir no site, você concorda com esse uso, em conformidade com a Política de Privacidade.
Aceitar
Gerenciar