Ibovespa
129.558,62 pts
(0,42%)
Dólar comercial
R$ 4,96
(-0,36%)
Dólar turismo
R$ 5,16
(-0,28%)
Euro
R$ 5,37
(-0,02%)

Uber dos caminhões? JSL quer acabar com 'retorno vazio' com nova tecnologia

Apelidada de "Torre de Controle", solução será uma versão aprimorada do Truckpad adquirida em 2022 pela companhia
Por Redação em 23 de outubro de 2023 às 10h50
Uber dos caminhões? JSL quer acabar com 'retorno vazio' com nova tecnologia
Foto: Divulgação/JSL
Foto: Divulgação/JSL

A JSL, empresa de logística do Brasil, está prestes a lançar uma ferramenta inovadora que tem o potencial de revolucionar a logística do país, conhecida por operar com uma alta taxa de ociosidade de cerca de 30%. Apelidada de "Torre de Controle", essa nova aplicação tem como objetivo conectar a demanda por transporte de carga das grandes indústrias à vasta rede de 1,6 milhão de caminhoneiros autônomos, combatendo ineficiências que encarecem o serviço, como o "retorno vazio" e o tempo de espera entre trabalhos.

A Torre de Controle da JSL será uma versão aprimorada do Truckpad, uma startup que se tornou conhecida como o "Uber dos caminhões" ao criar um sistema de intermediação de fretes no Brasil. Em 2022, diante da falta de liquidez no mercado de venture capital, a JSL adquiriu a Truckpad pelo valor de sua dívida, que era de R$ 10 milhões.

Ramon Alcaraz, CEO da JSL, comenta que a aquisição da Truckpad acelerou o projeto de criação de uma plataforma para digitalizar a logística. Ele observa que o setor logístico ainda é altamente analógico e cheio de ineficiências.

Enquanto a Truckpad e outras empresas desenvolveram aplicativos semelhantes para conectar oferta e demanda no setor de transporte, a nova plataforma da JSL busca uma integração mais profunda com os sistemas das empresas que necessitam de serviços logísticos. A ideia é que, no futuro, essa integração ocorra de maneira totalmente automatizada.

O maior desafio da JSL é garantir que o aplicativo tenha ampla adoção. Segundo Ramon, a plataforma só será bem-sucedida se conseguir atrair os 1,6 milhão de caminhoneiros autônomos. Além disso, a empresa enfrenta obstáculos do lado das indústrias, que precisam permitir a integração de seus sistemas com a Torre de Controle.

A Torre de Controle está programada para entrar em operação no início do próximo ano, já com contratos estabelecidos com algumas indústrias que já são clientes da JSL. A JSL, atualmente avaliada em R$ 2,5 bilhões na Bolsa de Valores e com uma receita bruta anual que caminha para os R$ 10 bilhões, detém 3% do mercado logístico do Brasil.

*Com informações do jornal O Globo.

 

LEIA TAMBÉM:

Usamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência, analisar estatísticas e personalizar a publicidade. Ao prosseguir no site, você concorda com esse uso, em conformidade com a Política de Privacidade.
Aceitar
Gerenciar