Ibovespa
124.754,37 pts
(-0,46%)
Dólar comercial
R$ 5,26
(1,40%)
Dólar turismo
R$ 5,48
(1,67%)
Euro
R$ 5,59
(1,42%)

Aumento de colisões traseiras preocupa nas rodovias da Eixo SP

Foram registradas 22 vítimas fatais em comparação com as 19 do mesmo período no ano anterior
Por Redação em 1 de novembro de 2023 às 10h07
Aumento de colisões traseiras preocupa nas rodovias da Eixo SP
Rodovia Washington Luís (Foto: Reprodução/Wikipedia)
Rodovia Washington Luís (Foto: Reprodução/Wikipedia)

O número de fatalidades em colisões traseiras nas rodovias sob a administração da Eixo SP tem registrado um aumento  ao longo deste ano. De acordo com os dados revelados, entre janeiro e setembro de 2023, foram registradas 22 vítimas fatais em comparação com as 19 do mesmo período no ano anterior. 

Destaca-se o crescimento de acidentes fatais na SP 310 – Rodovia Washington Luís. No ano anterior, apenas duas mortes foram registradas nos primeiros nove meses, mas este ano esse número subiu para seis. Além disso, também houve um aumento significativo de vítimas fatais na SP 294 – Rodovia Comandante João Ribeiro de Barros e na SP 284 – Rodovia Manilio Gobbi, com ambas rodovias apresentando dois óbitos a mais do que no ano passado.

Diante dessas estatísticas preocupantes, a concessionária responsável pela administração das rodovias enfatiza a importância de os motoristas adotarem medidas preventivas e redobrarem a atenção para reduzir o risco de acidentes, particularmente as colisões traseiras. Viviane Riveli de Carvalho, coordenadora de Segurança Viária da Eixo SP, destaca que práticas como respeitar o limite de velocidade da via, manter distância segura do veículo à frente, evitar distrações, como o uso do celular enquanto dirige, e respeitar as paradas para descanso são fundamentais e devem ser observadas por todos os motoristas.

Além disso, o respeito ao peso máximo de carga que o veículo pode transportar é uma medida crucial na prevenção de acidentes. O excesso de peso torna o veículo mais lento, especialmente em subidas, aumentando o risco de colisões traseiras, principalmente durante a noite quando a visibilidade é reduzida. 

A manutenção adequada das faixas refletivas também é uma medida simples que pode contribuir significativamente para evitar colisões traseiras. Essas faixas desempenham um papel importante na visibilidade dos caminhões nas estradas, especialmente à noite, e ajudam a reduzir o risco de acidentes. 

A Eixo SP ainda alertou os motoristas para que estejam atentos às sinalizações de obras nas rodovias, já que nesses locais o tráfego é mais lento e, em algumas situações, a concessionária precisa adotar o sistema Pare e Siga. Portanto, é fundamental que os usuários tenham precaução nesses trechos.

De acordo com os dados levantados pela Eixo SP, o número de feridos também aumentou no período de janeiro a setembro. Enquanto em 2022, a concessionária registrou 227 pessoas feridas em razão de colisões traseiras, neste ano foram 254 registros, representando um aumento de 12%. A Rodovia Washington Luís também apresentou crescimento no número de feridos, mas o maior aumento foi observado na SP 225, entre Itirapina e Bauru, com um salto de 53%, passando de 45 feridos no mesmo período do ano passado para 69 neste ano.


LEIA TAMBÉM:

Usamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência, analisar estatísticas e personalizar a publicidade. Ao prosseguir no site, você concorda com esse uso, em conformidade com a Política de Privacidade.
Aceitar
Gerenciar